ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Correios de Cabo Verde com resultados positivos acima dos 50 mil contos em 2020 10 Outubro 2021

O presidente do conselho de administração dos Correios de Cabo Verde (CCV) afirmou que o “notável” trabalho realizado em reação à “inconformada” crise permitiu manter a empresa em 2020, com resultados “positivos” acima dos 50 mil contos.

Correios de Cabo Verde com resultados positivos acima dos 50 mil contos em 2020

Isidoro Gomes fez estas afirmações em entrevista à Inforpress, no âmbito do Dia Mundial dos Correios que se celebra hoje, tendo afirmado que este resultado é “extraordinário”, isto tendo em conta que o tráfego postal, o segmento com maior peso nos rendimentos da empresa, teve uma queda superior a 60%.

“Mesmo aqui, soubemos dar a volta por cima e procurar alternativas de compensação dessa queda brusca do tráfego postal e conseguimos assegurar a curva do crescimento dentro das nossas previsões em termos de resultados da empresa”, asseverou, lembrando que os Correios começaram a dar sinais de resultados positivos ainda em 2018.

Este responsável mostrou-se neste sentido “satisfeito” com os resultados conseguidos em 2020, isto levando em consideração o contexto da pandemia da covid-19, frisando, entretanto, que os desafios existentes são “árduos”.

Apesar de em 2021 os dados ainda não estarem consolidados, indicou, até este momento o tráfego postal foi retomado e foi possível resolver as pendências de 2020, uma vez que, realçou, a empresa tinha muitas cargas bloqueadas nas fronteiras, correspondência e encomendas de 2020 que foram resolvidos este ano.

“Os dados dos dois primeiros trimestres de 2021 são muito positivos em relação aos mesmos trimestres homólogos de 2020”, acrescentou, apontando a implementação das reformas em curso, visando transformar os Correios numa entidade empresarial sustentável, quer do ponto de vista económico, financeiro técnico e social como o maior desafio da empresa.

Conforme realçou, o actual contexto da covid-19 tem servido como uma espécie de acelerador para a implementação de projectos estruturantes da instituição, reconhecendo, no entanto, que a pandemia trouxe muitos constrangimentos, mas que os Correios de Cabo Verde têm-se mostrado “resilientes” ao conturbado ano de 2020.
Isidoro Gomes enalteceu ainda a importância do serviço “Cabo Verde Rural” implementado pelos Correios de Cabo Verde para efectuar o pagamento da pensão social de velhice directamente nas localidades, visando evitar a propagação da covid-19.

“Não deixo de ver com muita satisfação o facto de os nossos idosos que não terão que percorrer quilómetros para estarem muitas vezes expostos com alguma indignidade a espera que o Estado lhes pague aquilo que acabaram por adquirir como direito. É uma obrigação dos correios enquanto empresa pública, associar-se às autoridades locais e fazer com que aquilo que o Estado tem a oferecer aos cidadãos que cheguem às suas casas com dignidade”, afirmou.

Adiantou, por outro lado, que a referida empresa tem em curso obras de remodelação em todas as lojas da empresa que ficarão concluídas em 2022, adiantando que estas intervenções trarão um novo conceito, nova abordagem e imagem da empresa.

“Essa nova loja terá novo layout que vai trazer uma nova forma de relacionamento dos correios com os clientes, terá pontos automáticos, uma outra abordagem em termos de organização interna enquadrada dentro da nova identidade visual dos Correios”, explicou, salientando que será uma loja moderna em linha com aquilo que são as tendências e as boas práticas internacionais para o sector de prestação de serviço dos Correios.

Os Correios de Cabo Verde são uma das instituições mais antigas do país. Existem desde 2 de Janeiro de 1849, quando o Governo Geral da Província de Cabo Verde mandou publicar no Boletim Oficial o Regulamento para o serviço dos Correios das ilhas, rectificado pela Portaria nº 170-A, de 1852.

Ao se dotar os CCV do estatuto de sociedade anônima, em 1995, pretendeu-se, desde logo, munir a empresa de mecanismo para uma gestão com um grande grau de autonomia de modo a fazer face aos desafios que eram já conhecidos nessa época através dos estudos de viabilidade.

De salientar que os CCV passam a ter como objecto principal a exploração do serviço público de correios em todo o território nacional e a executar as convenções, acordos e regulamentos internacionais ligados à área dos Correios.

Recorde-se que o “Dia Mundial dos Correios celebra-se no dia 09 de Outubro, devido ao facto de ter sido neste dia que, em 1874, aquando da assinatura do Tratado de Berna, as administrações postais uniram esforços e criaram a União Postal Universal, começando a maior rede de distribuição física do mundo.

Asemana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project