DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Copa FIBA 2019: Surpresa — seleção de França elimina invicta dos EUA nos quartos-de-final na 4ªfª, 11/9 12 Setembro 2019

Vitória por 89-79 da média França sobre a forte América invicta no cesto. A imprensa desportiva francesa indicava duas horas antes que acabou “o tempo das grandes estrelas da NBA” nos campeonatos do mundo de basquete, mas que apesar disso, os “piores” do basquetebol americano ainda são melhores que o melhor de França. Ou do Brasil, como se viu no jogo da segunda-feira, 9, que opôs EUA e Brasil — na foto à esquerda, Jaylen Brown a marcar para a vitória da ’US Team’ que eliminou o país lusófono.

Copa FIBA 2019: Surpresa — seleção de França elimina invicta dos EUA nos quartos-de-final na 4ªfª, 11/9

O resultado final do encontro, vitória da França por 89-79, deu razão ao francês Rudy Gobert (foto, nº 27)— o melhor defesa da NBA, o campeonato americano, a jogar pelos Utah Jazz — que proclamara horas antes que não vergaria a espinha ante os duplos campeões do mundo e três vezes detentores do título olímpico.

"Não tenho, nunca terei medo de nenhuma equipa. São jogadores que enfrento o tempo todo, eles podem até trazer os doze melhores que nós não teremos medo deles", repetiu o ’pivot’ da seleção francesa do alto dos seus 216 cm, antes da partida.

O capitão da seleção francesa, Nicolas Batum, repetia que os Estados são os favoritos de todas as competições. "São os melhores do mundo", a US Team treinada pelo técnico Gregg Popovich, disse o selecionador francês Vincent Collet, aos seus pupilos na segunda-feira, enquanto lhes lembrava para "nunca baixar a cabeça" e saltar muito rápido".

’US TEam’ foi sem estrelas NBA e volta sem medalha

Cinquenta e oito vitórias sucessivas depois, caem os americanos mais altos do mundo. Explicação? Os doze melhores, da Team USA, incluem Stephen Curry, LeBron James, Kevin Durant, Russell Westbrook, James Harden, Kyrie Irving, Kawhi Leonard, Anthony Davis… são as estrelas da NBA, mas nenhuma esteve no Mundial deste ano.

A ’US TEam’ invicta caiu em Dongguan, às nove da noite de quarta-feira (meio-dia em Cabo Verde). Os multicampeões, em Mundiais e Olimpíadas, que nunca perderam uma medalha desde 2006, voltam a casa sem uma única medalha da Copa FIBA. Mas garantiram a passagem para Tóquio 2020.

Os Mundiais com arranque no sábado, 31 de agosto e térrmino no próximo domingo, 15, decorrem em cinco cidades da costa leste da RP China: Pequim, Nankin/Nanquim, Xangai, Wuhan, Cantão, Shenzhen, Foshan e Dongguan.

Espanha está na semifinal, ’criolo da NBA’ brilha em Madrid

A seleção espanhola apurada na segunda-feira para a semifinal beneficiou esta quarta-feira da derrota da R. Checa e é a segunda seleção europeia para a final, com a seleção francesa.

A seleção do Reino de Espanha integra o base Sergio Llull, de 1,88 m, e o ala Rudy Fernández, 1,96 m, do Real Madrid. Colegas pois do cabo-verdiano Walter “Edy” Tavares, cujos dois metros e vinte e um colocaram na lista dos mais altos da NBA até 2018, ano em que mudou para a Espanha. "Edy", nascido na ilha do Maio em 1992 (fez 27 anos em 22 de março), integrou os Atlanta Hawks, na época 2015-16, e os Cleveland Cavaliers, em 2017, donde saiu para o Real Madrid. Na atual Real Madrid Baloncesto 2019-20, joga pela Liga ACB no dia 27, após as semifinais da Supercopa España 20, e na EuroLeague a 3 de outubro.
— -
Fontes: France Foot/AP/AFP/Sport TV. Fotos: O nº 9 Jaylen Brown (à esquerda) a marcar para a vitória da ’US TEam’ que tirou o Brasil da Copa nos quartos-de final. O mesmo Jaylen Brown (na foto à direita), a sofrer marcação cerrada dos franceses Evan Fournier e Rudy Gobert (nº 27)— ’US TEam’ invicta cai e está fora da Copa FIBA.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project