CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Conferência Desenvolvimento Local e Regional: 33% do Fundo do Turismo destina-se à ilha da Boa Vista 09 Outubro 2019

Boa Vista é a segunda ilha do país que mais contribui para o fundo do turismo, depois do Sal, e a segunda que mais recebe para investimentos que melhoram a qualidade do destino turístico. São um milhão e quarenta e sete mil contos para o horizonte 2017/2021, que, em parceria com a Câmara Municipal, são aplicados em projetos importantes como a infraestruturação e a urbanização do Bairro de Boa Esperança e a rede de esgotos de Sal-Rei. Essas afirmações foram feitas pelo chefe do Governo cabo-verdiano, durante uma conferência realizadas esta segunda-feira, 07, sobre “O Desenvolvimento Local e Regional na ilha das dunas.

Conferência Desenvolvimento Local e Regional: 33% do Fundo do Turismo destina-se à ilha da Boa Vista

De acordo com o Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, o trabalho é no sentido de a Boa Vista ter um desenvolvimento “sustentável e inclusivo”, e capacidade de um maior crescimento de investimentos privados no turismo, maior fluxo turístico e para as migrações internas e a imigração.

“Este é um bom momento, com oportunidade de falar da saúde, educação, turismo, atividade económica, assim como os investimentos que têm sido feitos e os seus impactos. Em relação a Boa Vista, temos que ser positivos e confiantes. A economia está a crescer e o trabalho que temos estado a fazer é que seja inclusivo e crie oportunidades para micro, pequenas e médias empresas, e que seja sustentável do ponto de vista económico, social e ambiental”, reiterou.

Para o Chefe do Governo, este crescimento deve ser acompanhado de uma política de solos e de habitação, que responda de forma condigna, à demanda e que evite a reprodução de zonas de barracas com todas as consequências daí advenientes.

“Por isso, ainda no leque de investimentos, o Governo vai aumentar a penetração de energias renováveis para 33% em 2020, requalificar o centro da cidade Sal-Rei (Largo Sta Isabel) e as frentes marítimas (praia Cabral e Estoril), assim como se tem investido na Formação profissional e no apoio ao empreendedorismo, na segurança, nos serviços de saúde e na educação”, ressalta, anunciando que no setor da saúde, os ganhos são “claros”, designadamente melhoria no serviço de evacuações, mais médicos até o final deste ano; mais enfermeiros; e, a partir de Dezembro, o regime de urgência médica passará a ser durante 24 horas; o bloco operatório em construção, ficará concluído no próximo ano, e será colocada uma equipa de ginecologia/obstetrícia e anestesista, assim como o serviço de imagiologia e laboratório será operacionalizado no próximo mês.

Já no setor da Educação, Ulisses Correia e Silva lembra que estão em curso a ampliação da Escola Secundária de Sal Rei, (num montante de180 mil contos), da Escola do Rabil, da Escola Central e a Construção do Complexo Escolar de Boa Esperança. “Estamos no caminho certo e a construir uma Boa Vista melhor, graças a nova atitude de Estado Parceiro e a aposta no poder local, traduzidas em opções diferentes de gestão e aplicação de recursos”, concluiu.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project