ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Combustíveis sofrem novos aumentos em Cabo Verde 01 Fevereiro 2018

Os combustíveis estão mais caros a partir desta quinta-feira,01, em Cabo Verde. Segundo a nova tabela aprovada pela Agência de Regulação Económica (ARE), a subida nos preços é generalizada, mas a mais expressiva-perto de 3%- foi registada no gasóleo e fuel.

Combustíveis sofrem novos aumentos em Cabo Verde

A fazer fé no mesmo documento, a gasolina passou a ser vendida a 119$70 ECV/L. Já o Gasóleo Normal subiu para 97$10 ECV/L, o Gasóleo para Electricidade ficou em 81$90 ECV/L e o Gasóleo Marinha disparou para 69$20 ECV/L. O Petróleo vai ser vendido a 83$50 ECV/L, o Fuel 380 a 53$40 ECV/L e o Fuel 180 a 62$80 ECV/L. São estes produtos que conheceram o aumento mais expresso nos preços.

Segundo a nova tabela, o Butano passou a ser vendido a granel por 130$30 ECV/kg, sendo que as garrafas de 3 Kg passaram a custar 371$00, as de 6kg evoluíram para 782$00, as garrafas de 12,5 kg ficaram em 1.629$00 e as de 55 kg passaram para 7.168$00.

Fundamenta a ARE que, de acordo com os dados publicados no Platts European Marketscan e LPGasWire, os preços de combustíveis nos mercados internacionais, cotados em USD/ton, subiram de forma generalizada durante o mês de janeiro, com exceção do Butano. « Assim, no mercado nacional, os preços do Gasóleo Normal, Gasóleo Eletricidade e Gasóleo Marinha aumentaram 2%, 2,38% e 2,52%, respetivamente. Os preços do Fuel 380 e 180 aumentaram 2,69% e 2,45%, respetivamente. Igualmente, os preços da Gasolina e do Petróleo aumentaram 1,7% e 2,20%, respetivamente. O preço do Butano foi, no entanto, o único que registou uma tendência contrária, com uma redução de 2,83%», diz em comunicado a instituição.

Esta explica que a subida das cotações de referência dos produtos petrolíferos nos mercados internacionais, durante o mês de janeiro, continua a dever-se à conjugação de níveis de procura robustos, corte de produção da OPEP, que se especula prolongar-se para além do final do ano, e ainda tensões geopolíticas no médio oriente, nomeadamente no Irão, com possibilidade de novas sanções económicas para aquele país produtor. «Ainda, o anúncio feito pelo departamento de energia dos EUA de que os stocks de petróleo sofreram uma redução de cerca de 3,5 milhões de barris também contribuiu para a subida de preços no mês de janeiro», refere o documento.

A ARE informa, por outro lado, que a cotação do último dia (útil) do mês de janeiro do câmbio EUR/USD, evidenciou uma apreciação do euro face ao dólar americano na ordem de 3,86%, o que mitigou o impacto da subida do preço do petróleo no mercado interno, dado que a matéria-prima é negociada em dólares.

Conforme a reguladora, os novos valores do parâmetro CP (custo de aquisição do produto) e os correspondentes preços máximos de venda ao consumidor final dos combustíveis regulados passam a vigorar de 01 a 28 de fevereiro de 2018.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project