NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso do homem assassinado na Figueira das Naus: Prisão preventiva para dois suspeitos e TIR para um outro alegado envolvido no crime 10 Janeiro 2019

O Tribunal da Comarca de Santa Catarina de Santiago acaba de decretar prisão preventiva para dois dos três sujeitos no caso de homicídio registado, na ano passado, em Figueira das Naus. O outro suposto envolvido no mesmo crime de sangue - resultou na morte de um homem - ficou em liberdade condicional, mas sujeito às medidas de coação com a interdição de saída de Cabo Verde, a apresentação bissemanal na Esquadra Policial do Tarrafal e o Termo de Identidade e Residência-TIR.

Caso do homem assassinado na Figueira das Naus: Prisão preventiva  para dois suspeitos e TIR para um outro alegado envolvido no crime

Conforme o comunicado actualizado e publicado na sua página oficial, o Ministério Pública informa que, em recorrência da vinculação aos princípios da transparência e da publicidade, visando assegurar a prestação de esclarecimentos públicos e o dever de informação, corre os autos de instrução, na PGR, relativo ao caso de homicídio registado em Figueira das Naus, em Santiago. «Corre termos na Procuradoria da República da Comarca de Santa Catarina, por indícios da prática de crime de homicídio, os autos de instrução registados na sequência do levantamento do cadáver de um indivíduo identificado, de sexo masculino, ocorrido na localidade de Figueira das Naus, a 13 de Fevereiro de 2018», destaca.

O documento precisa que, no âmbito da investigação realizada pelo Ministério Público, foram identificados três suspeitos da prática do referido crime, todos do sexo masculino e com idades compreendidas entre os 19 e 24 anos, tendo sido ordenada a detenção dos mesmos, fora de flagrante delito.

População e medidas de coação

«Submetidos a primeiro interrogatório judicial de detido e na sequência do acolhimento da promoção do Ministério Público, dois dos arguidos ficaram a aguardar os ulteriores trâmites processuais em prisão preventiva e o terceiro em liberdade, mas sujeito às medidas de coação como interdição de saída do país, apresentação bissemanal na esquadra policial do Tarrafal e termo de identidade e residência», refere a mesma fonte, para quem o processo continua em investigação e encontra-se em segredo de justiça.

A fazer fé nas informações recolhidas por este jornal junto de fontes locais, a pacata comunidade de Figueira das Naus está agora mais aliviada com esta decisão do Tribunal da Comarca de Santa Catarina, que pretende assim fazer a justiça esperada, penalizando os alegados autores desse crime cruel, que foi alvo de repúdio e indignação por parte dos residentes.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project