ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso Alex Saab: Alegado diplomata de Nicolas Maduro preso transferido para Sal 04 Julho 2020

O caso Alex Saab, tido como alegado testa-de-ferro testa do Presidente Venezuelano Nicolas Maduro, conheceu, hoje,03, um novo capítulo, com a sua transferência, esta noite, para a ilha do Sal, onde supostamente vai aguardar a sua extradição para os Estados Unidos da América ou aguardar a sua libertação.

Caso Alex Saab: Alegado diplomata de Nicolas Maduro preso transferido para Sal

Alex Saab, que se encontrava na cadeia central da Ribeirinha, na cidade do Mindelo, foi transportado, por via aérea, na noite desta sexta-feira, para a ilha do Sal, acompanhado de agentes da Polícia Judiciária.

Segundo a RCV que cita fontes oficiais, o detido deverá ficar no Sal a aguardar o processo da sua extradição para os EUA a pedido do governo norte-americano. Ficar em melhor segurança é referido, segundo a mesma fonte, como um outro fator que terá pesado na sua transferência para a ilha mais turística de Cabo Verde, onde foi detido.

Contudo, não se descarta, conforme outras fontes, a possibilidade da sua possível libertação no Sal, diante dos pedidos da defesa junto das instâncias judiciais. Isto sem contar com uma forte corrente da opinião pública nacional que é contra à detenção de Alex Saab. É que muitos defendem que Cabo Verde devia ficar fora desse processo, que vai ter consequências negativas para o país, criando problemas diplomáticos para a Cidade da Praia.

Aliás, não é por acaso que o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, considerou hoje, que a detenção de Alex Saab, alegado testa-de-ferro de Nicolás Maduro, como um “caso delicado”, pedindo respeito pelo Estado de Direito Democrático, quando é aguardada a decisão sobre o pedido norte-americano para a extradição.

Fonseca falava em conferência de imprensa, na cidade da Praia, ilha de Santiago, sobre os 45 anos da independência de Cabo Verde, que vão ser comemorados no domingo, começou por afirmar que não iria tecer comentários ao caso, que considerou ser “delicado” e que está na justiça.

“Não pode estar a pedir que faça comentários sobre um caso delicado, que está na Justiça cabo-verdiana. Num processo em que há um cidadão, empresário, sobre o qual impende acusações - justas ou não, não me cabe dizê-lo - de facto criminalmente graves, que foi detido em Cabo Verde, creio eu para extradição, em que a defesa está a batalhar para a libertação, como eu não comento nenhum caso judicial em concreto, não posso comentar este”, disse segundo a Lusa.

Link relacionado:https://www.asemana.publ.cv/?Venezuela-PR-de-Cabo-Verde-diz-que-detencao-de-Saab-e-caso-delicado-e-pede&ak=1

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project