ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde registou em 2018 um aumento de 5,8% nos índices de preços da importação 02 Fevereiro 2019

Os preços dos produtos importados aumentaram em 5,8%, no ano de 2018, valor superior em 2,1 pontos percentuais (p.p.) face ao registado no ano anterior. A taxa de variação homóloga dos preços dos produtos exportados fixou-se em 2,6% em 2018, valor superior em 2,2 p.p. face ao registado no ano de 2017. Já, a taxa de variação homóloga registada pelo Índice de Termos de Troca de 2018 foi de (-3,1%), valor inferior em 0,6 p.p. face ao registado em 2017.

Cabo Verde registou em 2018 um aumento de 5,8% nos índices de preços da importação

De acordo com o relatório recentemente divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística, Cabo Verde conheceu no ano de 2018, um índice de preço da importação, que se situou-se em 102,0 tendo um acréscimo de 5,8%, relativamente ao ano anterior. Os índices, subjacente e volátil na importação, verificaram no ano em análise, acréscimos de 7,9% e de 0,7%, respetivamente, face ao ano de 2017.

O documento realça que as variações positivas mais significativas e que contribuíram para a subida dos preços ocorreram nos grupos de “Bens de capital” (8,7%), justificada pela subida de preços de “máquinas” (12,4%); “Combustíveis” (21,6%), justificada com a descida da única subcategoria denominada “Combustíveis” (21,6%).
Realça a mesma fonte que a diminuição dos preços na categoria “Bens de Consumo” (-6,9%), justifica-se com a descida dos preços de “produtos alimentares primários” (-9,0%)” e “produtos alimentares transformados” (-5,1%); “Bens Intermédios” (-2,1%), deve-se fundamentalmente, pela descida dos preços de “outros produtos transformados”(-1,4%) e “peças para material de transporte” (-17,9%).

Índices de Preços da Exportação

De referir que no ano de 2018, o índice de preços das exportações situou-se em 103,3 correspondendo a um acréscimo de 2,6% face ao ano de 2017. Já os índices subjacentes na exportação verificaram, nesse mesmo ano, um acréscimo de 4,8% face ao ano anterior. Por outro lado, os índices voláteis na exportação verificaram no período em análise, um decréscimo de 2,5% face ao ano 2017. Quanto aos índices de Termos de Troca(ITT) durante o ano de 2018, registou-se uma deterioração, com uma diminuição global de 3,1%, comparativamente ao ano anterior.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project