SERÁ NOTÍCIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde acolhe, pela primeira vez, a Reunião da Comissão Regional da Organização Mundial do Turismo para a África na ilha do Sal 17 Agosto 2021

O arquipélago de Cabo Verde foi eleito pela Organização Mundial do Turismo (OMT) como o país anfitrião da 64.ª edição da Reunião da Comissão Regional da Organização Mundial do Turismo em África (CAF), que acontece na cidade de Santa Maria na ilha do Sal, de 02 a 04 de setembro próximos. O país irá acolher ainda a 2.ª Edição do Fórum Mundial sobre o Investimento Turístico em África (FMITA).

Cabo Verde acolhe, pela primeira vez, a Reunião da Comissão Regional da Organização Mundial do Turismo para a África na ilha do Sal

O Ministério do Turismo e Transportes adiantou a informação na sua página oficial e avançou ainda que, paralelamente à 64.ª Reunião da CAF, o Cabo Verde irá acolher ainda a 2.ª Edição do Fórum Mundial sobre o Investimento Turístico em África (FMITA).

Este departamento governamental explica que, estes dois grandes eventos, a 64.ª CAF e a 2.ª edição do FMITA, irão decorrer com os olhos postos no investimento do turismo em África, sobretudo numa altura em que o continente africano e os diferentes estados-membros da OMT reúnem todos os esforços com vista à aposta na inovação tecnológica como impulsionadora da recuperação do setor do Turismo, que se quer mais sustentável e inclusivo.

Aponta que, são cerca de 200 participantes, entre ministros do turismo do continente africano, investidores e instituições financeiras internacionais, altos dirigentes e especialistas dos setores público e privado e demais stakeholders do turismo, são esperados nestes três dias de intensa atividade na cidade de Santa Maria.

Da agenda de trabalhos constam ainda a realização de dois workshops, sendo o primeiro subordinado ao tema: ‘Inovação e Marketing Digital – Motores de Inovação e de Análise para acelerar o crescimento do Turismo’.

O segundo workshop, com o tema, "Oportunidades de Investimento para negócios turísticos em África", refere, pretende fornecer as bases para a facilitação do investimento privado através da ação governamental.

“Após ano e meio de pandemia com registo do pior ano da história do turismo, é cada vez mais assumido que o momento será de relançamento e retoma do turismo, recuperação e reconstrução das economias, especialmente as dependentes desta indústria global”, lê-se na publicação.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project