ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

CARTA ABERTA de Fausto Martins ao Dr. Geraldo Almeida 24 Maio 2019

Devo avisar aos meus patrícios, principalmente os que vivem fora de Cabo Verde, para NUNCA, mesmo NUNCA, utilizarem os serviços desse advogado. Não é má fé contra esse senhor, que mal conheço, e que infelizmente tive a má sorte de conhecer, mas simplesmente para não caírem na esparrela que a minha mulher caiu!

CARTA ABERTA de Fausto Martins ao Dr. Geraldo Almeida

Valrico, 15 de Maio de 2019

Sim, vou fazer 87 anos. Assim, enquanto estou em pleno uso das minhas faculdades mentais e antes que o “alemão”me visite, quero terminar um assunto que ficou incompleto:trata-se do advogado Dr. Geraldo Almeida.

Devo avisar aos meus patrícios, principalmente os que vivem fora de Cabo Verde, para NUNCA, mesmo NUNCA utilizarem os serviços desse advogado. Não é má fé contra esse senhor, que mal conheço, e que infelizmente tive a má sorte de conhecer, mas simplesmente para não caírem na esparrela que a minha mulher caiu!

Não venho apontar os factos pois, não quero de maneira alguma abusar da paciência dos leitores. Assim quem estiver interessado e quiser saber o motivo desta carta, que leia a “A carta Aberta “ que escrevi - publicada no jornal A SEMANA de Novembro de 2016, bem como a Resposta do Dr. Geraldes (edição de 18 de Novembro de 2016) e a “Resposta à Resposta”escrita por mim.

Pelos comentários que os leitores fizeram não me deixaram dúvidas sobre a figura desse senhor.

Na resposta à minha carta esse advogado dizia:Pode mandar quem quiser ao meu escritório na Rotunda da Cruz do Papa – Achada de Santo António, para levantar os seus documentos. A minha nota de honorários é ZERO!

Coitado do homem. Teria pensado certamente que com essa resposta, eu estava mesmo arrumado!

Ora bem,esse senhor não esperava que eu mandasse alguém ao seu escritório. Assim, quando mandei um conhecido meu Eng º residente na Praia receber a documentação, ele teve a lata e o descaramento de dizer que o PAIGV tinha levado tudo; eu que mandasse nova documentação. Ora essa documentação foi conseguida a muito custo, pois foi adquirida em: Cabo Verde, Portugal, Angola, Moçambique,Brasil, Estados Unidos e Argélia.

Lamento que um advogado possa tratar um cliente dessa forma.
Os dados verdadeiros são esses. É bem possível que esse advogado possa tentar inventar seja o que for para encobrir a falta de ética profissional e completa desonestidade!

Será que o Ministério de Justiça tem conhecimento dessas alegadas aldrabices?
Quanto à Ordem dos Advogados…nada digo, uma vez que enviei uma carta registada sobre o assunto e nada de resposta.

Fausto Martins

OBS.-Tive conhecimento que em princípios do ano passado esse advogado esteve na Boa Vista e suspeita-se que vendeu vários terrenos. Agora, salvo o devido respeito,pergunto: “seriam mesmo terrenos dele ou dos mandantes,uma vez que nunca devolveu as procurações!

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project