LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Militar modesto Jair Bolsonaro encontra milionário de sucesso Trump — ’Media’ relacionam-nos ... e não 21 Mar�o 2019

O apoio militar interessa a Trump para a intrincada questão venezuelana— e foi isso que nesta terça-feira, 19, lhe prometeu Bolsonaro, apoiado pelos militares. Esse é o seu principal trunfo, no jogo diplomático com a Casa Branca, já que Bolsonaro precisa de Trump para melhorar a sua imagem interna enfraquecida pelos tiros no pé que já deu, em menos de cem dias, dizem em suma os ’media’ brasileiros e internacionais independentes.

Brasil: Militar modesto Jair Bolsonaro encontra milionário de sucesso  Trump — ’Media’ relacionam-nos ... e não

A entrevista ao lado do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após o tête-à-tête da foto, tem tudo para ficar na história: Jair Bolsonaro não negou que o Brasil possa enviar soldados para a Venezuela, numa intervenção militar liderada pelos norte-americanos.

"Tem certas questões que se você divulgar deixam de ser estratégicas. Assim sendo, essas questões que se foram discutidas, se já não foram, não podem ser discutidas", disse".

A entrega da ’camisola dez’ com que Bolsonaro presenteou Trump (foto) precedeu a outra foto, que mais circula: a do aperto de mãos na conferência de imprensa no alpendre da casa Branca na terça-feira, 19.

Trump dos trópicos e Bolsonaro dos Estados Unidos

"Bolsonaro dos Estados Unidos" é da autoria do chefe da segurança John Bolton, que na sexta-feira, 15, criava a réplica ao "Trump dos trópicos" com que o então candidato foi apodado pelos media dos Estados Unidos.

Indignação

Primeiro foi o tuìte: "Pela primeira vez em muito tempo, um presidente brasileiro que não é antiamericano chega a Washington", no momento em que o avião presidencial do Brasil pousava no domingo, na Base Aérea de Andrews, em Camp Springs, MD, a pouco mais de 30 km da Casa Branca. Bolsonaro exprimiu, ainda, no Twitter que a união entre o Brasil e os EUA "assusta defensores do atraso e da tirania".

A seguir foi a entrevista à Fox News, na véspera do encontro com o presidente dos Estados Unidos, em que Jair Bolsonaro apoiou a construção do muro para impedir a entrada de imigrantes ilegais via México — "há emigrantes que não chegam aos EUA com boas intenções" afirmou, embora no dia seguinte emendasse a mão dizendo que "houve um equívoco" — , bem como, a isenção de vistos unilateral (dos norte-americanos que viajem para o Brasil), as declarações de que o "Brasil e os Estados Unidos também estão irmanados contra a ideologia de gênero, o politicamente correto e as fake news", suscitou indignação não só entre os anti-Bolsonaro.

O grupo Jornalistas pela Democracia escreveu na quarta-feira: "Parece que estamos mesmo todos anestesiados diante do acúmulo de barbaridades e sabujices sem fim cometidas nas últimas 48 horas".
— -
Fontes: Washington Post/ Deutsche Welle/Times of Israel/ /asemana.publ.cv/folha.uol.com.br/Fox News/fundacaoastrojildo.com.br ...

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project