LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Bolsonaro alimenta-se por sonda, segundo boletim clínico de 7º dia após colostomia 04 Fevereiro 2019

O presidente Jair Bolsonaro submetido na última segunda-feira a uma colostomia, para repor o trânsito intestinal, tem — segundo os boletins clínicos, emitidos todos os dias— estado a recuperar bem, mas no sábado foi anunciado que devido a náuseas ele passou a alimentar-se por sonda nasogástrica. A alimentação por sonda continuava no domingo, 3, segundo a Rede Globo.

Brasil: Bolsonaro alimenta-se por sonda, segundo boletim clínico de 7º dia após colostomia

Neste domingo, 3, uma semana depois de ter dado entrada para dez dias de internamento no hospital de São Paulo — vindo da capital, Brasília, a 1.015 km —, o estado de saúde do presidente é considerado estável apesar da complicação de sábado, com vómitos e náuseas que obrigaram a aplicar uma sonda nasogástrica.

"Pela tarde meu pai teve uma recaída, mas está nas mãos de profissionais excepcionais e a situação se normalizou", tuìtara o filho Carlos na noite de sábado.

A cirurgia do aparelho digestivo — que exige cerca de duas semanas de repouso, com a média de dez dias de internamento — foi realizada dois meses e meio depois da data prevista, 12 de novembro.

Complicações diversas — inflamação do peritónio e processo de aderência entre as alças intestinais — ditaram a postergação do ato cirúrgico no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista, como o médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo afirmou então à reportagem da Agência Brasil.

Foco no estado clínico, com muitas reviravoltas

Recorde-se que desde que sofreu o atentado em setembro, o estado clínico de Jair Bolsonaro tem estado no foco mediático mundial.

Primeiro, terá sido subavaliada a gravidade da facada que atingiu o então candidato. Posteriores complicações foram sendo noticiadas, com reações antagónicas.

Para uns, havia a tentativa de vitimizar Bolsonaro para fins eleitorais. Uma acusação que pareceu confirmada quando, pela primeira vez na história eleitoral moderna, o candidato esteve ausente dos debates.

Presidente no hospital despacha por videoconferência, desde 4º dia pós-operatório

A foto (da Presidência) mostra que, mesmo hospitalizado, o presidente Bolsonaro (focado de costas), continua a trabalhar, via videoconferência, com membros do seu governo.

Fontes: Rede Globo/ Agência Brasil/. Globo Relacionado: Brasil: Bolsonaro vai para Fórum Económico de Davos, antes da cirurgia (colostomia) de 28, 5.1.2019

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project