ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Boeing cai 11% na Bolsa, China, Etiópia e Indonêsia põem centenas de 737 Max em terra, após acidente da Ethiopian Airlines — o 2º em 4 meses 12 Mar�o 2019

As ações da Boeing tiveram uma baixa de 11 por cento na abertura da Bolsa de Nova Iorque esta segunda-feira, 11, na sequência do acidente do Boeing 737 Max 8 da Air Ethiopian com 157 pessoas.

Boeing cai 11% na Bolsa, China, Etiópia e Indonêsia põem centenas de 737 Max em terra, após acidente da Ethiopian Airlines — o 2º em 4 meses

A Etiópia, a China e a Indonésia decidiram esta segunda-feira, 11, suspender as operações com "todos os aviões Boeing-737-Max-8", após o acidente aéreo da véspera com 157 vítimas mortais.

Segundo informações da agência noticiosa chinesa, a China tem 96 aviões do modelo 737, o mais recente, de 2017.

A autoridade da aviação comercial chinesa em comunicado diz estar a aguardar mais garantias da americana Boeing sobre a segurança dos seus aviões.

A Boeing emitiu um comunicado no qual expressa condolências às famílias das vítimas mortais — todos os 157 ocupantes do voo de Adis-Abeba para Nairobi — e diz estar a trabalhar com as autoridades etíopes para apurar as causas do acidente.

A mesma (Boeing), contactada pela Reuters na segunda-feira, 11, preferiu não comentar sobre a suspensão das operações, alegando que ainda não se sabe o que causou o acidente da véspera.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project