AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Autárquicas 2020: Candidato do PAICV diz ser a alternativa política que Tarrafal precisa para resgatar a sua confiança 23 Setembro 2020

O candidato do PAICV à câmara do Tarrafal nas eleições de 25 de Outubro definiu-se hoje como “a alternativa política” à governação local, do MpD, e afirmou que pretende resgatar a confiança daquele município do interior de Santiago.

Autárquicas 2020: Candidato do PAICV diz ser a alternativa política que Tarrafal precisa para resgatar a sua confiança

José dos Reis, que concorre pela segunda vez consecutiva à presidência da câmara do Tarrafal, falava, segundo a Inforpress, à imprensa momentos antes da apresentação pública da sua candidatura sob o lema “Tarrafal, Mudar é Preciso”, numa cerimónia presidida pela presidente do partido, Janira Hopffer Almada, e que teve lugar no Mercado de Artesanato e Cultura, e com transmissão nas redes sociais.

“Tarrafal precisa de uma mudança, porque depois de 28 anos da governação local do MpD, não há resultados e hoje vemos que Tarrafal perdeu com a governação desse partido durante todo esse tempo. De momento, somos a alternativa política que Tarrafal precisa para resgatar a confiança e imprimir um novo ciclo de governança municipal com uma política social centrada nas pessoas”, defendeu o candidato.

Se tal acontecer, José dos Reis não tem dúvidas de que esse “novo ciclo de governança municipal” vai ser “capaz de gerar oportunidade e crescimento económico para Tarrafal, e também capaz de criar rendimento para as famílias”.

Caso vencer as eleições, o cabeça de lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) apontou o turismo e o sector primário (pesca, pecuária e agricultura) como prioridades da sua candidatura.

Também em declarações à imprensa, Janira Hopffer Almada considerou José dos Reis, que faz a dupla com o professor Adilson Fortes, que encabeça a lista para a assembleia municipal, “um grande candidato”, por este ter um interesse intrínseco em servir Tarrafal.

É que, segundo ela, não obstante ter perdido em 2016, o candidato manteve-se no Tarrafal, auscultou os munícipes e esteve atento, atitude que a seu ver, fê-lo ter um conhecimento muito profundo daquele município do interior de Santiago,. refere a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project