INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Argélia: Parlamento empossa Abdelkader Bensalah presidente por 90 dias, povo continua na rua a pedir mudanças 10 Abril 2019

O presidente interino Abdelkader Bensalah, de 75 anos, tomou posse esta terça-feira, 9, uma semana depois de Bouteflika — pressionado por manifestações maciças em todo o país durante semanas a fio que levaram o chefe das Forças Armadas a retirar-lhe o apoio — apresentar, enfim, a sua demissão.

Argélia: Parlamento empossa Abdelkader Bensalah presidente por 90 dias,  povo continua na rua a pedir mudanças

A nomeação formal de Abdelkader Bensalah (foto central) como presidente interino da Argélia acontece na terça-feira, 9, uma semana exata após à surpreendente embora tão desejada demissão de Bouteflika.

Mas a decisão do Parlamento, que nomeia Bensalah presidente por 90 dias, continua a receber protestos, não obstante a nomeação especificar que o presidente interino não pode ser candidato às próximas eleições.

"Vou trabalhar para concretizar os interesses do povo", declarou Bensalah. "Esta é uma grande responsabilidade a que me obriga a Constituição". O desde 2002 presidente do órgão representativo que é o Conselho da Nação, terá de assegurar que as eleições aconteçam de modo a que ele passe a presidência ao sucessor num prazo máximo de 90 dias.

A maior parte dos manifestantes deseja ’a saída imediata de todos, esse sistema que comeu o país até ao tutano". Nomear Bensalah, dizem, é "só mais uma manobra dilatória do sistema" para se manter no poder.

Por isso, vão continuar nas ruas da Argélia e da diáspora, prometem, para que a tão desejada partida de Bouteflika não seja apenas mais um logro, em que o pouco amado Bensalah seja o ditador que se segue’.


’Temos razão para não desmobilizar’

Os manifestantes ouvidos pela AFP na sexta-feira prometem continuar as "sextas-feiras de luta".

Tal como tinham dito quatro dias antes, no mesmo dia em que Bouteflika enfim entregou a carta de demissão ao Conselho Constitucional: "Agora temos de lutar contra o sistema mafioso e dos seus tentáculos no poder".


Fontes: Citadas/Le Monde/Le Figaro/DW.de/ Fotos: Momentos de resistência recente à presidência de 20 anos, incluem protestos, indignação pela subserviência ao poder saudita (a foto do rei a presidir o encontro, em Rabat, entre o representante do presidente e um emissário saudita.

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project