MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Amigas de infância descobrem 5 décadas depois que são irmãs 04 Junho 2018

Um reencontro na rede social permitiu constatar que duas amigas de infância eram muito parecidas. Elas eram muito ligadas, mas terminada a escolaridade obrigatória perderam o contacto.

Amigas de infância descobrem 5 décadas depois que são irmãs

"Eu era muito solitária, mas na escola, a Karen defendia-me. Dávamo-nos tão bem, sem saber que tínhamos laços de sangue", conta Cara Jane Farrar Peterson (foto, à esquerda), de 52 anos.

A mãe dela, Linda, sofria de uma doença mental que a manteve hospitalizada durante anos. Isso tê-la-á impedido de confirmar quem era o pai.

Durante anos, Cara procurou saber quem era o pai. Até que ao ver as fotos da amiga, um ano mais nova, descobriu as semelhanças. Tinham-se deixado de ver na adolescência, ao completarem a escolaridade obrigatória.

Um teste de ADN confirmou que tinham o mesmo pai, Michael Farrow, hoje com 75 anos.

Michael Farrow confirmou ter sido um dos seis maridos da mãe de Cara e que tiveram em 1964 uma filha. Mas, em 1966, Linda dissera que a segunda filha, recém-nascida, era fruto de uma relação extraconjugal.

“Até que enfim, sei quem sou”

"Vivi a vida toda sem saber quem sou, nunca tive um certificado a dizer quem sou", diz Cara. A busca pelo pai teve a ajuda do filho de 16 anos, Mason Peterson, que projetou fazer uma árvore genealógica e descobriu que a mãe fora registada como filha de ’Christopher Archer’. Um perfeito desconhecido. Fontes: The Sun/ Daily Mail/Facebook

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project