SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alfabetização: Aposta na modernização de respostas e formação dos educadores são principais desafios – Direcção Nacional da Educação 14 Setembro 2020

A directora nacional de Educação apontou a aposta na modernização de respostas e formação dos educadores de ensino de jovens e adultos como principais desafios do processo de alfabetização em Cabo Verde.

Alfabetização: Aposta na modernização de respostas e formação dos educadores são principais desafios – Direcção Nacional da Educação

Em entrevista à Inforpress, Eleanora Sousa destacou os “ganhos alcançados” nos últimos anos por Cabo Verde em matéria de alfabetização, realçando que a nível do continente africano o arquipélago “está bem posicionado”.

A directora nacional de educação assevera que, em termos de aprendizagem de ler e escrita, já conquistaram uma posição confortável, então o que se tem de fazer é, na verdade, repensar que respostas, se tem dado, portanto, quer seja uma resposta direccionada para a competência, aprendizagem de línguas, salientando que o ensino conta com uma participação considerada de cidadãos provenientes de países do continente africano.

Avançou ainda a mesma fonte que, neste sentido que o Ministério da Educação tem em curso uma revisão curricular por forma a garantir “melhor capacidade” de resposta no processo da alfabetização, lembrando que Cabo Verde tem neste momento uma taxa de cerca de 90 por cento (%).

Apontou, no entanto, a aposta na modernização de respostas e formação dos educadores de ensino de jovens e adultos como principais desafios a ultrapassar
“Os desafios são a modernização de respostas e a formação de educadores de ensino de jovens e adultos porque nós estamos agora a privilegiar trabalhar focado com o objectivo principal, que é dar a esse grupo competências sociais para uma melhor inserção na sociedade e uma formação especializada de acordo com a sua fonte de rendimento”, elucidou.

Informou, por outro lado, que apesar dos efeitos causados pela pandemia da covid-19 no País, o Ministério da Educação não suspendeu o ensino da alfabetização.

A nível dos conselhos houve contacto para que essas pessoas pudessem ter continuidade para não desistirem dos estudos. Mesmo antes da covid-19 esta era uma área em que a aposta vem sendo através da rádio, portanto não perdemos esse foco e fizemos acompanhamento local dessas pessoas que frequentam esses cursos”, concretizou a mesma fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project