INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alemanha encoraja aliados a treinar ucranianos nos tanques Leopard 24 Janeiro 2023

A Alemanha encorajou os países que pretendem fornecer tanques Leopard à Ucrânia a iniciar o treino dos militares ucranianos que os vão operar, anunciou hoje o ministro da Defesa alemão, Boris Pistorius.

Alemanha encoraja aliados a treinar ucranianos nos tanques Leopard

Alemanha encoraja aliados a treinar ucranianos nos tanques Leopard
Alemanha encoraja aliados a treinar ucranianos nos tanques Leopard
facebook sharing buttontwitter sharing buttonemail sharing buttonlinkedin sharing buttonwhatsapp sharing button
Berlim, 24 jan 2023 (Lusa) –

“Encorajei expressamente os países parceiros que têm tanques Leopard prontos para serem destacados para treinar as forças ucranianas nesses tanques”, disse Pistorius numa conferência de imprensa em Berlim com o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

A Ucrânia tem pedido insistentemente que lhe sejam entregues os tanques fabricados pela Alemanha para combater as tropas russas, mas o Governo de Berlim ainda não decidiu se os vai fornecer.

A Polónia, que já tinha anunciado que estava pronta para enviar os tanques alemães do seu exército para a Ucrânia, disse hoje que formalizou um pedido de autorização à Alemanha nesse sentido.

A ministra dos Negócios Estrangeiros alemã, Annalena Baerbock, já tinha afirmado, no domingo, que Berlim não se oporia a esse pedido.

“Não somos um obstáculo”, disse hoje Pistorius no final de uma reunião com Stoltenberg, citado pela revista alemã Der Spiegel.

Pistorius disse ainda que o Governo alemão deverá tomar em breve uma decisão sobre a entrega dos tanques a Kiev.

“No que diz respeito aos tanques Leopard, ainda não há notícias. Sempre disse que conto com uma decisão a ser tomada em breve, e continuo nessa base”, afirmou, citado pela agência EFE.

O chefe da NATO disse na mesma conferência de imprensa que também espera uma solução em breve para as consultas iniciadas por Berlim com outros aliados para coordenar a possível entrega de tanques Leopard à Ucrânia.

“Neste momento crucial, temos de fornecer à Ucrânia armas pesadas. Discutimos a questão do fornecimento de tanques, as consultas entre aliados vão continuar e espero que tenhamos uma solução em breve”, disse.

A visita do secretário-geral da NATO a Berlim ocorre depois de a Alemanha ter mantido o seu bloqueio ao fornecimento de tanques de combate numa reunião de mais de 40 aliados na base aérea de Ramstein, na sexta-feira.

“Haverá novas decisões à medida que avançarmos como uma aliança”, disse o antigo primeiro-ministro da Noruega e atual chefe da NATO, a sigla em inglês da Organização do Tratado do Atlântico Norte, que reúne 30 países, incluindo Portugal.

Stoltenberg disse que o tempo é curto para fornecer à Ucrânia tanques e outras armas pesadas, dado que a Rússia está a preparar novas ofensivas na primavera.

“Os tanques são importantes para repelir as ofensivas russas e para a Ucrânia retomar o seu território”, afirmou.

Stoltenberg disse que os países da NATO que possuem tanques Leopard já estão a iniciar o processo de identificação do equipamento, preparando-o para o enviar para Kiev e iniciando o treino das tropas ucranianas, mas advertiu que o processo levará algum tempo.

Face a críticas à Alemanha por não ter desbloqueado o envio dos tanques, Stoltenberg elogiou o apoio alemão à Ucrânia, referindo que inclui sistemas de defesa aérea, veículos blindados, artilharia e munições.

“As armas alemãs estão a salvar vidas na Ucrânia todos os dias e a impedir ataques de mísseis russos a escolas e hospitais”, disse.

Stoltenberg reafirmou que a guerra iniciada há quase um ano pela Rússia causou os maiores desafios para a segurança dos aliados em gerações.

Disse que não há qualquer indicação de que o Presidente russo, Vladimir Putin, tenha alterado os seus objetivos na Ucrânia.

Defendeu, por isso, que a única forma de alcançar uma paz duradoura é deixar claro que a Rússia não vença no campo de batalha.

“Neste momento crucial da guerra, devemos fornecer sistemas mais pesados e avançados à Ucrânia, e devemos fazê-lo mais rapidamente”, insistiu, citado pelos serviços de imprensa da NATO. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project