OPINIÃO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

A Problemática dos Doentes Mentais nas Ruas da Cidade de Assomada 31 Agosto 2019

Assomada sempre teve doentes mentais deambulando pelas suas ruas desde meados dos anos 80. De facto, estes doentes muitas vezes acabam por causar transtornos aos residentes da cidade como também às pessoas das outras partes da ilha de Santiago e turistas que diariamente visitam a cidade do planalto. Por outro lado, ninguém faz nada para que estes doentes mentais possam usufruir dos cuidados médicos próprios, literalmente abandonando-os a sua sorte e consequentemente estes acabam por sofrer de uma doença que é perfeitamente curável por décadas até que a sua doença finalmente matem-nos.

A Problemática dos Doentes Mentais nas Ruas da Cidade de Assomada

Assomada é a maior cidade do interior da ilha de Santiago, a mais próspera da região e um dos maiores centros urbanos de Cabo Verde. Desde a sua fundação (1912), tem atraído pessoas de toda ilha de Santiago e das outras ilhas, sobretudo as da ilha do Fogo, São Antão, São Vicente, Maio e Brava.

Assomada sempre teve doentes mentais deambulando pelas suas ruas desde meados dos anos 80. De facto, estes doentes muitas vezes acabam por causar transtornos aos residentes da cidade como também às pessoas das outras partes da ilha de Santiago e turistas que diariamente visitam a cidade do planalto. Por outro lado, ninguém faz nada para que estes doentes mentais possam usufruir dos cuidados médicos próprios, literalmente abandonando-os a sua sorte e consequentemente estes acabam por sofrer de uma doença que é perfeitamente curável por décadas até que a sua doença finalmente matem-nos.

Maz… será que o hospital psiquiátrico de trindade localizado em Trindade no concelho da Praia pode cobrir todas as necessidades, no que diz respeito aos doentes mentais da ilha de Santiago? Não. Há 121 mil residentes nos seis municípios do interior de Santiago, nomeadamente, Santa Catarina, Santa Cruz, Tarrafal, São Miguel, São Salvador do Mundo e São Lourenço dos Órgãos e ainda não há um hospital psiquiátrico ou uma universidade pública (UNICV) com cursos de engenharia e línguas. Devia haver um hospital psiquiátrico no interior de Santiago localizado em Santa Catarina? Sim. Deviam os deputados nacionais de Santa Catarina no Parlamento exigir do governo a instalação de um hospital psiquiátrico em Santa Catarina? Sim. Em suma, os doentes mentais de Santa Catarina e do interior de Santiago certamente vão continuar a sofrer de uma doença curável e os residentes da cidade de Assomada e visitantes (incluindo turistas) vão continuar a sofrer de assédio por parte desses doentes mentais até que um dia esta triste situação seja resolvida com a instalação dum hospital psiquiátrico na região norte da ilha de Santiago.
Atenciosamente,

António Vieira

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project