ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

5 de Julho: Chefe de Estado preside sessão solene da Assembleia Nacional 05 Julho 2020

Cabo Verde celebra, este domingo, o 45º aniversário da Independência Nacional, numa sessão especial da Assembleia Nacional, que acontece na Praia. O ato solene alusivo ao 5 de Julho será presidido pelo Chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca.

5 de Julho: Chefe de Estado preside sessão solene da Assembleia Nacional

Como é já habitual, o programa alusivo à data inclui a deposição de uma coroa de flores ao memorial de Amílcar Cabral, na avenida cidade de Lisboa. O ato culminará, no período de manhã, com a sessão especial solene da Assembleia Nacional, que contará com a presença dos deputados residentes em Santiago, membros do governo, líderes dos partidos políticos, corpo diplomático, representantes de entidades religiosas, entre outras entidades.

O orador principal será o Presidente da República, que aproveitará para dirigir uma mensagem aos presentes e à nação cabo-verdiana, que está a viver uma situação económica e social critica, devido à pandemia de Covid 19 e os três anos consecutivos de seca.

Além do presidente do parlamento ( Jorge Santos) que fará o enquadramento da sessão, a líder do maior partido da oposição (Janira Hopffer Almada) deverá intervir na mesma sessão para sobretudo evocar a relevância da independência nacional, ao mesmo temo que lançará um olhar crítico sobre o caminho que o país já percorreu até à data e os novos desafios que terá de vencer. O mesmo se espera por parte do presidente da UCID (António Monteiro) a partir do Mindelo e da líder do grupo parlamentar do MpD (Joana Rosa), que sustenta o actual governo de Ulisses Correia e Silva.

5 de Julho, momento histórico

Entretanto, o 5 de Julho de 1975 tem sido considerado como um momento exaltante na história de Cabo Verde. Foi o culminar da luta da libertação, sob a égide do PAIGC, conduzido pelo seu principal fundador e líder, Amílcar Lopes Cabral.

Para muitos, hoje, 45 anos depois, é lembrado, com patriotismo, esse momento zero da independência nacional, quando o então presidente da Assembleia Nacional, Abílio Duarte, leu o texto da proclamação da nossa Independência face ao poder coloquial português: «Povo de Cabo Verde! Hoje, 05 de Julho de 1975, em teu nome, a Assembleia Nacional de Cabo Verde proclama solenemente a República de Cabo Verde como Nação Independente e Soberana!»

A seguir era visível uma explosão de alegria com aplausos dos presentes, que acompanhavam o içar da primeira bandeira nacional de Cabo Verde (ver foto no roda pé desta peça), substituindo a de Portugal. Honra à memória dos heróis e mártires da luta da libertação nacional, é o que desejam muitos patriotas cabo-verdianos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project