AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

SOS Tartarugas inicia estudo dos cetáceos ao redor de Sal em parceria com os operadores locais 07 Maio 2014

Para além do programa educativo nas escolas iniciado em 2013, que tem por objectivo mostrar como é importante o papel que os cetáceos (baleias e golfinhos) desempenham no ecossistema marinho, este ano a ADTMA SOS Tartarugas está a expandir esse mesmo programa com saídas ao mar para observar de perto o comportamento desses cetáceos.

SOS Tartarugas inicia estudo dos cetáceos ao redor de Sal em parceria com os operadores locais

Pouco se sabe sobre os cetáceos que visitam as águas ao redor da ilha do Sal, e, por isso, a SOS Tartarugas iniciou uma parceria para o estudo destes animais. A falta de publicações científicas a respeito do tema associado ao desenvolvimento de excursões para a sua observação, mostra a necessidade de melhorar o conhecimento sobre estes mamíferos. Com esse objectivo tem sido criada uma parceria com a C-Riders, operador que realiza excursões marinhas para observar cetáceos, em que este permite a presença de um biólogo a bordo da sua lancha para fazer o estudo, em troca esse biólogo disponibiliza informações do ponto de vista científico aos visitantes e à tripulação.

Até à data de hoje já foram realizadas 7 saídas em que foram avistados grupos de Golfinho Pintado (Stenella sp.) e o que parecia ser o Golfinho de Dentes Rugosos (Steno bredanensis). Nos dias 3 e 20 de Abril, no Algodoeiro, foram vistas duas baleias Jubarte (Megaptera novaeanglie), uma mãe e um filhote, que só podem ser vistas em Cabo Verde durante os meses de Março, Abril e Maio.

O projeto pretende criar uma base de dados sobre avistamentos na ilha do Sal, em colaboração com os participantes nessas actividades, assim como a elaboração de um guia prático das espécies mais comuns. Para além disso pretende-se implementar um Código de Conduta com orientações internacionais para avistamentos de cetáceos.

Para o futuro a SOS Tartarugas pretende não só reforçar as parcerias que até agora conseguiu, mas também criar outras novas. Planeja ainda saídas educativas ao mar com crianças das escolas primárias para que estas tenham a oportunidade de ver estes mamíferos de perto, e não somente num projector.

Santa Maria, 23 de Abril de 2014

Kátia Silva

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter