ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde no top 10 do RFS sobre liberdade de imprensa 25 Janeiro 2012

Cabo Verde está entre os dez países onde a liberdade para trabalhar e informar o público é boa, segundo a lista elaborada pelos Repórteres Sem Fronteira sobre o estado da liberdade de imprensa em 2011. Nos primeiros lugares aparecem a Noruega, Finlândia, Estónia, Holanda, Áustria, Islândia, Luxemburgo e Suíça. Cabo Verde, com uma nota seis em dez possíveis, surge, por exemplo, à frente do Canadá.

Cabo Verde no top 10 do RFS sobre liberdade de imprensa

O documento revela que a liberdade de informação está em risco também nas democracias e que são poucos os países onde a situação é considerada boa. São os casos da Noruega, Finlândia, Estónia, Holanda, Áustria, Islândia, Luxemburgo, Suíça, Cabo Verde e Canadá, que ocupam as dez primeiras posições desta lista. Nesses países, lê-se, os jornalistas têm a liberdade devida para trabalhar e informar o público.

Em comparação com 2010, Cabo Verde registou uma melhoria significativa, galgando da 26ª para a 9ª posição. Como já era previsível, as ditaduras - Coreia do Norte, Síria, Irão) - ocupam os últimos lugares desta lista. Mas, para além destes países, onde são conhecidos os casos de censura e de limitação à liberdade da imprensa, 2011, de uma maneira geral, não foi um ano bom para a actividade jornalística.

O relatório da RSF sublinha que as democracias históricas como a França, Itália, Reino Unido, Espanha ou Estados Unidos "deveriam dar o exemplo", mas isso não está a acontecer. Estes países aparecem muito longe dos lugares cimeiros da lista.

"Em alguns países europeus sentimos uma degradação da situação, com perseguições nas redacções, jornalistas acusados e pesados processos judiciais", explicou secretário geral da RSF. "Temos a sensação de que existe nestes países uma tentação de controlar a informação, que se nota mais em 2011 do que havia há dez anos", acrescentou Jean-François Julliard.

Nos Estados Unidos, 25 jornalistas foram parar à prisão ou sofreram agressões policiais em 2011, enquanto faziam a cobertura dos movimentos contestatários. Os EUA estão na 47ª posição da lista (em 2010 estavam em 20º lugar). A Hungria desceu do 23º lugar para o 40º. O Reino Unido está na 28ª posição e a França na 38ª.

Em relação a Cabo Verde, Jean-François Julliard destaca a sua entrada no top-10, explicando que em 2010 encontrava-se no 26º lugar. “A imprensa é plural e acreditamos que os títulos têm toda a liberdade", explicou à AFP Ambroise Pierre, responsável pelo gabinete dos assuntos africanos da RSF.

C/AFP

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter