INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Ex-ministro moçambicano preso por desvio de fundos públicos 26 Maio 2011

António Munguambe, antigo ministro dos Transportes e Comunicações moçambicano, começou segunda-feira, 23, a cumprir os quatro anos e cinco meses de prisão efectiva a que foi condenado. Conhecido como “Caso Aeroportos”, este processo diz respeito ao desvio de fundos da empresa pública Aeroportos de Moçambique.

Ex-ministro moçambicano preso por desvio de fundos públicos

Por decisão do Tribunal Supremo moçambicano, o ex-ministro dos Transportes e Comunicações recolheu à Cadeia Central de Maputo para começar a cumprir os quatro anos e cinco meses de prisão a que foi condenado.

O antigo governante esperava em liberdade o desfecho do recurso relativamente à sentença proferida anteriormente pelo Tribunal de Primeira Instância e que o tinha condenado a 20 anos de prisão.

Juntamente a Munguambe, foram condenados mais quatro réus: Deodino Cardoso, ex-PCA da empresa Aeroportos de Moçambique, condenado a 12 anos de prisão; Antenor Pereira, condenado a quatro anos; António Bulande, ex-chefe do Gabinete do Ministro dos Transportes e Comunicações, condenado a quatro anos de pena suspensa e Deolinda Matos, ex-administradora-delegada da Sociedade Moçambicana de Serviços, a quem coube uma pena de dois anos e 15 dias, já cumprida.

Os cinco réus foram acusados de desviar 54 milhões de meticais dos cofres da empresa Aeroportos de Moçambique.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
publicidade

Cap-vert

Uhau

Uhau