LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Papa santifica Francisco e Jacinta graças a brasileiro Lucas, 5 anos, miraculado pelos Pastorinhos de Fátima 13 Maio 2017

"Pastorinhos, salvem este menino, que é uma criança como vocês". Este apelo de fé a instâncias de João Batista e Lucila, pais de Lucas, 5 anos, realizou o milagre. Agora quatro anos depois, este sábado 13, em Fátima, o Papa Francisco vai santificar os pastorinhos Jacinta e Francisco.

Papa santifica Francisco e Jacinta graças a brasileiro Lucas, 5 anos, miraculado pelos Pastorinhos de Fátima

"No dia 3 de Março de 2013, pelas 20 horas, o nosso filho Lucas, que estava a brincar com a sua irmãzinha Eduarda, caiu de uma janela, de uma altura de seis metros e meio. Bateu com a cabeça no chão e fez um traumatismo craniano muito grave, com perda de tecido cerebral. Foi assistido na nossa cidade, em Juranda, e dada a gravidade do seu quadro clínico, foi transferido para o hospital de Campo Mourão, no Paraná".

O pai de Lucas falava aos jornalistas, esta quinta-feira 11 na cidade de Fátima. O casal, na casa dos 30, fez apenas o relato, sem direito a perguntas por parte dos jornalistas. "O Lucas está completamente bem, sem nenhum sintoma ou sequela. O que o Lucas era antes do acidente ele o é agora: sua inteligência, seu caráter, é tudo igual. Os médicos, incluindo alguns não crentes, disseram não ter explicação para esta recuperação".

Primeiro pedido ignorado

Perante o quadro de "coma muito grave", com "duas paragens cardíacas", em que após "operado de urgência", "os médicos diziam que tinha poucas probabilidades de sobreviver", só restava "rezar a Jesus e a Nossa Senhora de Fátima, a quem temos muita devoção", explicou o pai.

No dia seguinte a família ligou para o Carmelo de Campo Mourão, pedindo às irmãs que rezassem pelo pequeno Lucas. "A irmã que recebeu o telefonema não passou o recado para a comunidade. Estavam na hora do silêncio e ela pensou: ’O menino vai morrer. Vou rezar pela família’."

Com o passar dos dias, o pequeno Lucas piorava. Três dias depois do acidente, os médicos pensaram na transferência para outro hospital, "uma vez que nem havia os cuidados necessários para a sua idade. Disseram-nos que as possibilidades de o menino sobreviver eram baixas e que se sobrevivesse teria uma recuperação muito demorada, ficando certamente com graves deficiências cognitivas ou mesmo em estado vegetativo".

Os pais voltaram a telefonar para o Carmelo. "Nesse dia, a irmã transmitiu o recado à comunidade. Uma irmã correu para as relíquias dos Beatos Francisco e Jacinta, que estavam junto do Sacrário, e sentiu esse impulso de oração: ’Pastorinhos, salvem este menino, que é uma criança como vocês’."

"Intercessão dos Pastorinhos"

Essa religiosa terá assim conseguido convencer toda a comunidade a rezar. "Apenas com a intercessão dos Pastorinhos", destaca o pai.

"Dois dias depois, no dia 9 de Março, o Lucas acordou bem, e começou a falar, perguntando pela sua irmãzinha. No dia 11 saiu da UTI e dia 15 teve alta".

Processo de canonização

"É uma criança, salva por duas crianças, que tem uma irmã. Depois há o envolvimento das irmãs — carmelitas, tal como Irmã Lúcia", sublinha a irmã Ângela Coelho, postuladora da causa da canonização.

Desde que este "milagre dos pastorinhos" lhe chegou ao conhecimento que a religiosa se espanta com a sucessão de pequenos apontamentos que rodeiam o caso do salvamento miraculoso de Lucas. Um deles, destaca ela, é que os pais da criança casaram a 20 de Fevereiro (de 2004), dia em que se comemora a festa dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto.

Fontes: Lusa. Foto de João Batista e Lucila Yurie.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter