ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Embaixador Carlos Veiga chefia delegação de altos funcionários da NDI à Gambia 19 Abril 2017

A convite da National Democrat Institute (NDI), o Embaixador de Cabo Verde nos EUA, Carlos Veiga, chefia uma delegação de cinco altos funcionários da NDI à Gambia com o objectivo de aconselhar o novo governo daquele país sobre a realização de uma transição pacífica do poder após as recentes eleições contestadas. A visita tem lugar entre 17 e 22 deste mês.

Embaixador Carlos Veiga chefia delegação de altos funcionários da NDI à Gambia

A delegação reunirá com o Presidente Adama Barrow e membros seniores da sua equipa, incluindo ministros e funcionários presidenciais. Essa comitiva ajudaria o presidente Barrow e seu pessoal sénior a identificar suas necessidades imediatas e a longo prazo. A comitiva irá ajudar os Gambianos na transferência pacífica e ordenada do poder, já que o país não tem experiência ou tradição formal a esse respeito.

O objectivo da missão é, também, fortalecer a legitimidade e a eficácia do Poder Executivo após uma transição histórica e difícil. A delegação trabalhará para atingir o objectivo de melhorar a capacidade dos quadros superiores do gabinete do presidente de modo a gerirem eficazmente a nova administração.

Esta visita de avaliação é a primeira de duas fases de um programa semestral financiado pela USAID, para desenvolver capacidades em áreas específicas de gestão, planeamento estratégico e comunicações, na nova administração. As expectativas dos eleitores são elevadas e uma gestão eficaz das prioridades e eficiente comunicação com o publico são cruciais para a estabilidade da governação, particularmente durante este período quando as demandas dos cidadãos podem superar a capacidade do novo governo.

É de realçar que, após mais de 20 anos de governo do presidente Yahya Jammeh, o povo da Gâmbia elegeu, a 1 de Dezembro de 2016, Adama Barrow, um candidato unificado da oposição que nunca exerceu cargos públicos. Depois de inicialmente indicado que ele iria respeitar o voto, Jammeh inverteu sua posição e se recusou a aceitar os resultados, mergulhando o país num período de transição prolongado e incerto. O presidente eleito Barrow assumiu o poder no dia 19 de Janeiro, em Dakar, Senegal, após ter deixado do seu país por razões de segurança. Somente a 21 de Janeiro, após mais de um mês de diplomacia regional liderada pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e com as tropas senegalesas entrando no país, Jammeh concordou em abandonar o poder e deixar a Gâmbia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade


Newsletter