CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Fogo: Famílias deslocadas de Chã das Caldeiras serão compensadas com apoio pecuniário para actividades geradoras de rendimento 07 Abril 2017

As cerca de trezentas famílias deslocadas de Chã das Caldeiras que beneficiavam de cestas básicas vão ser compensadas com apoio pecuniário, para criação de actividades geradoras de rendimento, pondo término definitivo a cesta básica.

Fogo: Famílias deslocadas de Chã das Caldeiras serão compensadas com apoio pecuniário para actividades geradoras de rendimento

Esta questão foi analisada quarta-feira, no encontro entre os três presidentes das Câmaras Municipais do Fogo, que, desde Janeiro , assumiram a gestão do “processo Chã”, através de um protocolo celebrado com o Governo.

Segundo o edil de Santa Catarina, Alberto Nunes, esta decisão surgiu porque há muitas famílias que recebiam cesta básica mas que ainda não tinham uma actividade geradora de rendimento para garantir a sobrevivência.

“As Câmaras decidiram que, dentro dos recursos alocados no Orçamento do Estado e outros parceiros que têm recursos de Chã das Caldeiras, atribuir a cada família uma verba para criar a sua actividade geradora de rendimento e pôr termino assim a cesta básica”, disse Alberto Nunes, edil de Santa Catarina, indicando que a partir do momento que se faça a atribuição do valor caberá às famílias criar projectos e não se fala mais na atribuição de cestas básicas.

Ao todo são, pelos dados disponibilizados por Alberto Nunes, 293 famílias descolocadas de Chã das Caldeiras e o tecto máximo, por família, poderá atingir os 200 contos, sendo que o prazo estipulado para que isso aconteça é 30 de Abril próximo.

Além da atribuição desse apoio para permitir às famílias ter as condições para andar com os seus próprios pés, Alberto Nunes disse também que as três edilidades decidiram, até 14 de Abril ,resolver todos os problemas das dívidas pendentes que os deslocados têm com proprietários de casas, nomeadamente renda e de consumo de água e de energia eléctrica.

Em relação ao abastecimento de água, o autarca disse que foram colocados quatro reservatórios em Chã das Caldeiras, mas que neste momento há um deficiente abastecimento de água porque o único camião-cisterna que assegurava o abastecimento está com problema.

Mas o edil garantiu que a peça para reparação da viatura está para chegar brevemente e que a mesma ficará operacional até sexta-feira para retomar o fornecimento com frequência regular à população.

Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
publicidade

Cap-vert

Uhau

Uhau