LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Moçambique: Filipe Nyusi terminou visita ao Japão com 190 milhões dólares USD para a central térmica de gás 19 Março 2017

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, terminou a sua visita de 3 dias ao Japão com boas novas. Recebeu a garantia que Moçambique vai contar - no âmbito de quatro acordos assinados- com o apoio do Japão na estabilização da sua economia – tem a garantia de 190 milhões de dólares americanas para financiar a central térmica de gás de Temane - actualmente mergulhada numa crise, depois da descoberta, no ano passado, de dívidas ocultas contraídas pelo anterior governo liderado por Armando Guebuza.

Moçambique: Filipe Nyusi terminou visita ao Japão com 190 milhões dólares USD para a central térmica de gás

Em busca de nova parceria económica, o Chefe de Estado moçambicano permaneceu durante três dias em visita oficial ao Japão, com uma forte componente económico-empresarial. Ali assinou quatro acordos, abrangendo varias áreas de cooperação.

Conforme a imprensa local, o primeiro acordo contempla a construção de estradas e pontes na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, sendo o segundo um memorando de entendimento para o desenvolvimento do transporte urbano integrado na cidade de Maputo. O terceiro acordo centra-se no financiamento da ampliação da central térmica de Temane província de Inhambane, dizendo o quarto respeito à exploração de gás natural, recurso de que Moçambique dispõe em grande quantidade.Este último acordo contempla a realização de acções de formação beneficiando ao longo dos próximos cinco anos um milhar de jovens em diversos aspectos da indústria de hidrocarbonetos.

De um modo geral, os resultados mais positivos conseguidos pelo Presidente Filipe Nyus foram no sector da energia. O Banco Japonês abriu, segundo a RFI, os cordões à bolsa e vai financiar, com 190 milhões de dólares norte-americanos, a construção de uma central térmica de gás. Trata-se de um empreendimento da Empresa pública de Electricidade de Moçambique e que será construída por uma firma japonesa na província de Inhambane, que fica no sul desse país africano da expressão oficial portuguesa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau
publicidade



Newsletter