CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Bronca na emissão de passaportes nas ilhas do Fogo e Brava 06 Dezembro 2017

Voltam a subir de tom as críticas de cidadãos das ilhas do Fogo e Brava em relação ao atraso na emissão de passaportes electrónicos. Em causa está o facto de, há mais de uma semana, a PN não ter estado a emitir passaportes, devido a uma avaria verificada na máquina de recolha de dados biométricos e biográficos.

Bronca na emissão de passaportes nas ilhas do Fogo e Brava

Esta jornal está em condições de avançar que, devido a este constrangimento, vários pedidos com o mesmo fim estão a mofar nas prateleiras do Comando Regional da Policia Nacional na ilha do Fogo. Por isso, muitas pessoas procuram diariamente este serviço, exigindo uma solução urgente do problema.

Em declaração ao ASemanaonline, um dos utentes garante que, há vários dias, procuram os serviços de emissão de passaporte na Esquadra da PN em São Filipe e que a resposta é a mesma: permanece a avaria, ligue de quando em vez para saber de mais informações. Muitos foguenses pensam deslocar-se à Cidade da Praia para solicitar ou renovar o documento referido.

A fazer fé nas informações recolhidas pelo Asemanaonline, os mais afectados com esta situação são sobretudo bolseiros que vão estudar no estrangeiro e que têm prazo para obtenção de vistos e entrada no país de acolhimento.

É de relaçar que, recentemente, as duas ilhas mais a sul da Cabo Verde passaram por grandes problemas na emissão de passaportes. Em alguns casos os utentes da região eram obrigados a esperar por mais de dois meses pelo documento. Os mais prejudicados com essa situação foram candidatos com bolsa para estudarem no estrangeiro, pessoas que pretendem viajar para férias e tratamento no exterior e emigrantes . Eles criticam não compreender a " moleza do departamento central de Emigração e Fronteira do Ministério da Administração Interna em resolver este problema".

O mesmo acontece com os emigrantes que precisam estar em situação regular no país de acolhimento e as pessoas que pretendem tratar da saúde no exterior – têm que estar devidamente documentadas antes de deixarem Cabo Verde.

Entretanto, fontes da PN em São Filipe garantem que há um esforço a nível nacional para reparar a avaria na máquina. Avançam que há perspectivas de que a situação possa ficar resolvida no decorrer desta semana. Vamos esperar para ver.

Nicolau Centeio

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau