CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Situação de emergência: Crise de água “flagela” localidades a sul do Fogo 20 Abril 2017

A crise de água volta a “flagelar” a população, plantas e os animais da zona de sul do Município de São Filipe - desde Brandão (/São Filipe) até Fonte Aleixo-sul (Santa Catarina). Tudo devido a ausência de uma política bem planificada, realista e sustentável de abastecimento do precioso líquido. Estas localidades estão a passar por momentos difíceis em termos de abastecimento de água. Algumas pessoas para beberem em casa estão a recorrer a água engarrafada.

Situação de emergência: Crise de água “flagela” localidades a sul do Fogo

A situação é de emergência na região em causa. Esse desabafo é dos moradores destas localidades em conversa com este diário digital. Trata-se de uma situação precária, porquanto, além de água para o consumo humano, também áreas de irrigação estão a enfrentar o mesmo problema, já que nas zonas referidas existe grande quantidade de parcelas de cultura de regadio. A situação é mais grave nas localidades do município de Santa Catarina, que são, segundo as nossas fontes, as mais afectadas por essa deficiência no abastecimento do precioso líquido.

O mais prejudicado com tudo isso é o gado, um dos sectores das suas economias. É que essa crise atinge várias centenas de animais, na sua maioria caprino e bovino, que consomem muita água por dia. Para vairas pessoas entrevistadas pelo asemanaonline sobre a carência cíclica de água nestas zonas, foram peremptórios em qualificar essa situação de “injuriosa e triste”, ao ver as suas plantas e animais a sofrerem com a falta de água.

Segundo Eurico Gomes Andrade, presidente da Associação dos Horticultores e Criadores de Gado de São Filipe e Santa Catarina, a situação é de tal modo grave que há horticultores que não conseguem fixar novas plantas e consequente produção desde o ano passado, isto devido à incerteza no fornecimento de água. Explicou que a situação abrange todos os horticultores da zona sul - desde Brandão (/São Filipe) até Fonte Aleixo-sul (Santa Catarina). Mas consideram que os que estão nas proximidades de Monte Genebra e Achada Fura Olho tiveram menor período de escassez do precioso líquido.

Para chamar a atenção dos responsáveis pelo sector da agricultura no Concelho de S.Filipe no sentido de resolução da situação, já que emprega um número significativo de chefes de famílias, os horticultores manifestaram publicamente.

Entretanto, contactado por este diário digital, tanto a empresa de produção e abastecimento de água nas ilhas do Fogo e da Brava (Aguabava) e a Electra dizem que estão a evidenciar esforços para resolver esse problema de crise de água na Zaona Sul do Município de S.Filipe.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau