CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Santo Antão prepara-se para a época alta do turismo na ilha que recebe anualmente 20 mil turistas 05 Agosto 2017

Os operadores turísticos em Santo Antão já se prepararam para a época alta do turismo nesta lha, com inicio a partir de Setembro, prolongando-se até Maio de 2018, período em que se espera receber, pelo menos, 20 mil turistas.

Santo Antão prepara-se para a época alta do turismo na ilha que recebe anualmente 20 mil turistas

Trata-se de turistas provenientes do norte da Europa à procura, sobretudo, do turismo de natureza, uma vertente turística que poderá dar um grande salto em Santo Antão, com a implementação, a partir de ainda deste ano, de alguns projectos visando, precisamente, o incremento do turismo do ambiente.

Para os operadores turísticos, com esses projectos e com a planificação, é provável que o número de turísticas que procuram Santo Antão aumente exponencialmente, num futuro próximo.

É caso do projecto turístico Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo), cujos preparativos para o seu arranque, a partir de Setembro, estão sendo ultimados pela Associação para a Defesa do Património de Mértola (Portugal) e os municípios em Santo Antão, os mentores deste projecto, co-financiado pela União Europeia, em 55 mil contos.

Raízes consiste na valorização dos recursos endógenos e qualificação dos recursos humanos visando incremento de um turismo sustentável nesta ilha.

Os operadores acreditam que Santo Antão, com a sua beleza, hospitalidade, cultura, gastronomia e com o seu grogue, tem todas as condições para dar o salto a nível do turismo sustentável, podendo o projecto contribuir para dar maior visibilidade a essas potencialidades turísticas e fazer com que a ilha se torne mais atractiva.

Nesta altura, está-se na fase de recrutamento de técnicos que vão integrar a equipa do projecto que terá a duração de três anos, período durante o qual será promovida uma série de acções, sobretudo a nível de formação dos agentes turísticos e culturais, visando a diversificação e qualificação da oferta turística.

Ultima-se, também, os preparativos para o arranque, ainda em 2017, de um outro projecto que contribuirá, certamente, para aumento do fluxo de turistas em Santo Antão.

Trata-se da instalação em Tarrafal de Monte Trigo de um centro de promoção de actividades ao ar livre, que se vai dedicar ao turismo de “trekking” (caminhadas em trilhas naturais) e balnear (mergulho, canoagem), num investimento à volta dos 77 mil contos.

A Rota das Aldeias Rurais, um projecto financiado pelo Governo em mais de 50 mil contos, deve, igualmente, arrancar em 2017, consistindo na melhoria e reconstrução de 36 empreendimentos turísticos no interior da ilha de Santo Antão, onde já existem 64 casas rurais para acolhimento de turistas.

Também, os agentes turísticos santantonenses deverão, em breve, beneficiar de mais um projecto que lhes permitam comercializar, da melhora forma, os seus produtos via Internet, denominado Tourism Management System – Santo Antão.

O projecto, cuja implementação vai estar a cargo de uma equipa de técnicos de Santo Antão e São Vicente, ligada à empresa Prime Consulting, vai ser financiado no âmbito do Fundo do Turismo e visa dotar os operadores turísticos em Santo Antão de “ferramentas de gestão” que permitam-nos comercializar os seus produtos serviços via Internet.

Da mesma forma, os operadores turísticos em Sano Antão dizem-se “animados” com a possibilidade de o Governo avançar “nos próximos tempos” com revisão do Estatuto de Utilidade Turística para estimular o turismo do ambiente e de aventura, praticado nesta ilha.

O Governo pretende com a revisão desse estatuto criar soluções em termos de incentivos e de estímulos ao turismo que é feito em Santo Antão, mas, também, no Fogo e São Nicolau. Fonte Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau