INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Presidente das Filipinas recusa submeter contas bancárias ao escrutínio público 13 Setembro 2017

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, negou, esta quarta-feira, tornar públicos detalhes sobre as suas contas bancárias para afastar alegações de que tem grandes somas de dinheiro não-declarado como foi instado a fazer por um senador.

Presidente das Filipinas recusa submeter contas bancárias ao escrutínio público

Se quer "obter provas, não vão sair da minha boca. Deve ser estúpido.... Por que razão lhe daria esse prazer?", afirmou Duterte, em conferência de imprensa.

Duterte referia-se ao senador Antonio Trillanes, um dos políticos mais críticos das Filipinas, que o acusou, no início deste ano, de possuir 2.400 milhões de pesos (48 milhões de euros) em contas não declaradas e exigiu-lhe, por isso, que tornasse público o seu historial bancário.

O Presidente filipino rejeitara já as afirmações de Trillantes e até prometeu demitir-se caso fossem apresentadas provas.

"Se Trillanes provar a acusação de que acumulei ilegalmente dois mil milhões de pesos (45 milhões de euros) ou se na minha conta bancária constar apenas um depósito de 500 milhões de pesos (9,3 milhões de euros) apresento a demissão imediatamente", afirmou na altura.

C/JN

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau