CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Porto Novo: Famílias esperam apostar na diversificação e transformação de produtos com posse plena dos terrenos agrícolas em 2018 01 Janeiro 2018

As 150 famílias que cultivam, actualmente, os terrenos agrícolas do Estado no Porto Novo, em Santo Antão, esperam receber, em 2018, a posse plena das parcelas, para poderem investir em novos projectos, que possam dinamizar a sua actividade.

Porto Novo: Famílias esperam apostar na diversificação e transformação de produtos com posse plena dos terrenos agrícolas em 2018

Famílias em Casa de Meio, Chã de Mato/Ponte Sul, Ribeira dos Bodes, Ribeira da Cruz e Chã de Norte, que cultivam, já há anos, terrenos agrícolas do Estado, anseiam, segundo a Inforpress, receber, definitivamente, as parcelas no ano que vem, em que esperam investir em novos projectos.

A diversificação da produção, a conservação e transformação dos produtos, bem assim a distribuição são alguns dos projectos que os agricultores esperam concretizar com a conclusão, em 2018, do processo de posse plena dos terrenos.

José Lima, representaste dos agricultores em Casa de Meio, onde o processo de atribuição de posse plena está já na fase de conclusão, explica que as 22 famílias locais querem receber, em definitivo, as parcelas que cultivam há mais de duas décadas, para poder recorrer a créditos e dinamizar a sua actividade.

Os agricultores locais acreditam que, “em breve”, vão poder receber, definitivamente, as suas parcelas e poderem, assim, avançar com os investimentos pretendidos.

O Governo, através do Conselho de Ministros, autorizou, em Agosto, a cedência a titulo definitivo e gratuito, aos agricultores, dos terrenos agrícolas do Estado em Casa de Meio, cujo processo de formalização da posse plena está na fase de conclusão.

Conforme ainda Inforpress, Augusto Fortes, porta-voz dos agricultores em Chã de Mato/Ponte Sul, acredita, também, que, com a atribuição da posse plena dos terrenos, os lavadores vão poder investir, com maior segurança, nas suas parcelas.

Além do Porto Novo, onde 150 famílias vão ser contempladas com posse plena dos terrenos, o Governo decidiu, também, avançar com posse plena dos terrenos agrícolas do Estado existentes nos restantes concelhos de Santo Antão, refere a mesma fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau