INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Polícia espanhola apreende 3,8 toneladas de cocaína em barco no Atlântico onde está Cabo Verde 08 Outubro 2017

A polícia espanhola anunciou este sábado, 07, a apreensão de 3,8 toneladas de cocaína escondida num barco interceptado a meio do Oceano Atlântico, que também acolhe Cabo Verde do continente africano, quando se dirigia da Colômbia para a Espanha.

Polícia espanhola apreende 3,8 toneladas de cocaína em barco no Atlântico onde está  Cabo Verde

Segundo disse a polícia espanhola em comunicado, a embarcação foi intercetada a 540 milhas marítimas (cerca de 1.000 quilómetros) das ilhas Canárias. Um arquipélago espanhol localizado ao largo de África - Cabo Verde está também situado no mesmo oceano e vem mantendo fortes relações comerciais com o Reio da Espanha, nomeadamente através da cooperação a nível dos transportes e das pescas, tendo o arquipélago as Ilhas Canárias funcionado como ponto focal entre os dois estados.

A operação policial, que levou à apreensão da droga, iniciou-se em meados de setembro último. “A polícia localizou então o barco - um rebocador - com a colaboração de diversas agências internacionais a cerca de 360 milhas náuticas (aproximadamente 660 quilómetros) da costa da Guiana”, esclarece o comunicado referido.

Depois de ter estudado a trajectória e a velocidade da embarcação, a polícia conclui que "atingiria as costas espanholas em meados de outubro, mas antes de esta chegar ao seu destino, interceptou-a" no início do mês, a meio do Oceano Atlântico.

Em seguida, transportou o navio para o porto de Cádis, na Andaluzia (sul de Espanah), com uma tripulação constituída por sete pessoas, onde realizou a investigação e descobriu a cocaína.

De referir que a Espanha é o principal ponto de entrada de estupefacientes na Europa, por estar próxima do Norte de África, região que produz canábis, e pelas suas ligações à América do Sul, de onde provém a cocaína.

Fontes policiais asseguram que todos os tripulantes da embarcação já se encontram presos para evitar qualquer interferência nas investigações e tomadas de medidas judiciais. C/ Mundo ao Minuto

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau