25º aniversário do A Semana

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Papel de A Semana enaltecido – O jornal apostou no futuro das regiões 01 Maio 2016

O jornal ASemana fez uma incursão pelas ilhas de Santo Antão, Santiago e Fogo para saber junto de pessoas idóneas, autarcas e empresários, qual tem sido o contributo deste órgão de comunicação social para o desenvolvimento da economia destas ilhas/regiões. As impressões dos nossos entrevistados são as mais diversas.

Papel de A Semana enaltecido – O jornal apostou no futuro das regiões

Da ilha do Vulcão, o autarca e presidente da Associação dos Municipios da Região Fogo e Brava, Luís Pires, elogia o contributo deste jornal na divulgação das potencialidades dessa região nas inúmeras vezes que deu voz às reivindicações em matéria de desenvolvimento local e regional. De Santo Antão, o empresário João Spencer, a actuar no sector turístico e imobiliário, também reconhece o trabalho que o caderno Cifrão, dedicado à economia, vem dando para manter “os homens de negócio” sempre na linha da actualidade desse sector. Dionísio Pereira, presidente da Plataforma das ONG de Cabo Verde, Pires Ferreira, presidente da AMIPAUL, o empresário, “Djopan” e o presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, Orlando Delgado, são as outras personalidades que este jornal ouviu sobre o assunto.

Questionado sobre o papel do ASemana no desenvolvimento local e regional de Cabo Verde, Dionísio Pereira, director nacional das Aldeias SOS e presidente da Plataforma das Organizações Não-Governamentais de Cabo Verde, elogia o serviço público que este semanário presta, consubstanciado na defesa e divulgação de informações de âmbito cultural, político, desportivo, social, entre outros.
Este jornal, acentua ainda o nosso interlocutor, tornou-se num elemento valioso para o desenvolvimento regional e nacional com ganhos para o país, graças ao seu pensamento crítico. Entretanto, recomenda mais abertura deste órgão à sociedade civil, que, para ele, deve ser a missão primordial do jornalismo.

Para Dionísio Pereira, a percentagem de notícias comunitárias e locais divulgadas por este semanário é ainda insignificante, sobretudo no tocante às actividades direccionadas para o desenvolvimento do país e que são reveladoras da criatividade das associações que as realizam. Por essa razão, pede ao ASemana para apreciar essas preocupações e faça uma distribuição mais equilibrada da voz dos actores sociais.

José Manuel Pires Ferreira, presidente da Associação dos Amigos do Paul (AMIPAUL), ao ser confrontado sobre o mesmo tema, avança que “fazer uma informação de qualidade chegar ao público é uma máxima que se põe em evidência para descrever o contributo do ASemana no desenvolvimento das regiões e de Cabo Verde nesses 25 anos de actividade”.
Para o nosso entrevistado, este jornal ao comunicar e patilhar dados e informações tem promovido a interacção que a sociedade civil, as comunidades e a dinâmica humana necessitam para fazer valer relações pessoais, inter-pessoais, comunitárias, nacionais e até de ordem global, em qualquer assunto em pauta.

Olhando para o universo construído pelo jornal, Pires Ferreira assevera que o ASemana se distingue na sua amplitude por um conjunto de mensagens culturalmente relevantes, compreensíveis, de aplicação directa pelos diferentes públicos a que se destina, quer sejam de natureza social, política, económica, técnico-cientifica ou humana, “porque este órgão cumpre o seu objectivo em toda a sua extensão programática.”

Único jornal que confiou no futuro de Santo Antão

ASemana é o único jornal que, segundo o Edil Orlando Delgado, confiou no futuro de Santo Antão e abriu uma delegação na ilha. Essa particularidade é reconhecida pelo actual presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, que além de endereçar as maiores felicitações ao jornal nos seus 25 anos, confia que deseja ver o ASemana prosseguir enquanto referência na imprensa escrita cabo-verdiana. “Como filho de Santo Antão e presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, não podia deixar de reconhecer o grande contributo que o jornal tem dado no processo de desenvolvimento contínuo da nossa querida ilha, quer na divulgação das suas reivindicações, anseios e expectativas, quer no facto de ser o único jornal privado que confiou no futuro da ilha”, realça o autarca.

O presidente da Associação dos Municípios da Região, Fogo e Brava, Luís Pires, afirma ser incomensurável o contributo deste semanário para a qualidade da Democracia cabo-verdiana, o exercício da cidadania e construção de uma sociedade civil organizada, o que, como diz, não é fácil num país pequeno e pobre. Nessa senda, Pires agradece o contributo deste jornal na divulgação das potencialidades regionais e deseja felicidades e longos anos de vida a este órgão, neste ano em que comemora as bodas de prata.

Esta publicação tem, segundo o empresário José Pedro Oliveira (Djopan), sido utilizado como canal que dá voz às reivindicações da população de Santo Antão. O trabalho deste jornal em 25 anos tem, na perspectiva deste empreendedor no ramo da hotelaria, dado grande contributo para o desenvolvimento da ilha e do país, ao abordar as necessidades de infraestruturas básicas da ilha e por fazer chegar a mensagem aos decisores. E a sua expectativa é de que o ASemana continue a contribuir para reverter o actual “statu quo” da ilha que, diz, regrediu no tempo e precisa de ver a sua economia alavancada.
João Spencer, empresário do sector hoteleiro e da imobiliária na ilha de Santo Antão, considera o ASemana um jornal informativo de bandeira em Cabo Verde. Para ele, este órgão de comunicação social deu um grande empurrão ao desenvolvimento económico da ilha de Santo Antão, através do caderno Cifrão. Este suplemento, segundo afirma, trouxe muita vantagem aos empresários, que passaram a estar mais bem informados e actualizados. Ainda assim, exorta o jornal a dar mais destaque aos negócios e às actividades industriais e comerciais desenvolvidos em cada ilha.

Por: Paulino Neves/Nicolau Centeio/Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau