NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

MCIC disponibiliza sete milhões de escudos cabo-verdianos para grupos de carnaval de São Vicente e São Nicolau 05 Janeiro 2018

Após a análise dos resultados do primeiro edital para o incentivo ao Carnaval de São Vicente e São Nicolau, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) concluiu que se tratou de uma aposta ganha na dinamização cultural, social e económica das duas ilhas, mas também do setor turístico em Cabo Verde.

MCIC disponibiliza sete milhões de escudos cabo-verdianos para grupos de carnaval de São Vicente e São Nicolau

Conforme a mesma fonte, dado ao sucesso do primeiro edital e após a análise das propostas apresentadas, o MCIC decidiu disponibilizar um total de sete milhões de escudos cabo-verdianos (7.000.000) para o Incentivo à indústria do Carnaval em 2018, aos oito (8) grupos oficiais de carnaval de São Vicente e São Nicolau.

Para a ilha de São Vicente, o MCIC vai disponibilizar ao grupo Monte de Sossego 1.000.000,00ECV (um milhão de escudos cabo-verdianos); Cruzeiros do Norte 1.000.000,00ECV (um milhão de escudos cabo-verdianos); Flores do Mindelo - 1.000.000,00ECV (um milhão de escudos cabo-verdianos); Vindos do Oriente - 1.000.000,00ECV (um milhão de escudos cabo-verdianos); e Samba Tropical – 800.000,00ECV, num total de 4.800.000 (quatro milhões de escudos cabo-verdianos).

A este último grupo o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas entendeu atribuir este valor em incentivos uma vez que o grupo Samba Tropical, apesar de ser emblemático não participa da competição oficial organizada pela Câmara Municipal local.

S.Nicolau e apostas do MCIC

Para a ilha de São Nicolau, onde não se realiza um concurso oficial e os grupos desfilam por amor ao carnaval e à tradição, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas vai disponibilizar ao grupo Copa Cabana um valor de 900.000,00ECV (novecentos mil escudos cabo-verdianos);Estrela Azul o valor de 650.000,00ECV (seiscentos e cinquenta mil escudos cabo-verdianos) e Brilho de Zona 650.000,00ECV (seiscentos e cinquenta mil escudos cabo-verdianos).

O MCIC disponibiliza 900.000,00ECV ao emblemático grupo Copa Cabana como um incentivo extra pela celebração este ano dos seus 75 anos de existência. Os grupos Estrela Azul e Brilho de Zona recebem o valor de 650.000 mil escudos cabo-verdianos cada.

Apesar destes dois grupos não terem cumprido todos os requisitos estipulados no edital 2018, nomeadamente o envio de documentos incompletos e relatório de Incentivo ao Carnaval 2017 dentro dos prazos estipulados, o MCIC entendeu que deve continuar a apoiar estes grupos, mesmo que reduzindo o valor do financiamento, no sentido de continuar a estimular o carnaval na ilha, mas ao mesmo tempo dar um sinal claro de que as regras do edital são para cumprir dado que se está a falar de financiamento através do orçamento público.

O Governo de Cabo Verde, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, assume e propõe-se a incentivar toda a Indústria/Economia Criativa à volta do Carnaval de São Vicente e do Carnaval de São Nicolau, proporcionando assim uma distribuição de renda de forma a estimular os grupos e as várias classes profissionais envolvidas direta ou indiretamente, que irão ter acesso ao incentivo na materialização das suas atividades profissionais.

Este é o segundo edital lançado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas relativamente ao Incentivo do Carnaval Factory destinado às ilhas de São Vicente e São Nicolau, destinado a 8 (oito) grupos oficiais que desfilam em São Vicente (Mindelo) e em São Nicolau (Ribeira Brava).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau