LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Guiné-Bissau: CNE afasta eleições antecipadas 14 Julho 2017

A Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau diz que, tecnicamente, não há condições para a realização de eleições antecipadas, ou seja, antes de meados de 2018. Porém, se houver entendimento político e dinheiro, as eleições até se podem realizar este ano.

Guiné-Bissau: CNE afasta eleições antecipadas

A secretária executiva-adjunta da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau, Kátia Lopes, considera que "seria muito complicado" realizar eleições legislativas antecipadas devido a imposições legais e falta de dinheiro.

"Levando em conta a não realização da atualização do recenseamento eleitoral e levando em conta que as eleições têm que ser marcadas com três meses de antecedência, julgo que seria muito complicado realizar eleições antecipadas neste momento", afirmou a responsável citada pela RFI.

Segundo a mesma fonte, a 26 de junho, o presidente guineense, José Mário Vaz, admitiu que se não houvesse um entendimento político para acabar com o impasse que vive o país, poderia convocar eleições antecipadas.

Entretanto, conforme tinha anunciado a CNE , Guiné-Bissau precisaria de cerca de cinco milhões de dólares para realizar o escrutínio para repor a legalidade democrática, que está em causa devido à crise política que assola o país desde a demissão do governo chefiado por Domingos Simão Pereira, o líder do PAIGC que venceu as últimas legislativas com a maioria absoluta.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau