REGISTOS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Guerra do Iraque foi há 14 anos, hoje Irão manda lá 17 Julho 2017

Guerra do Iraque foi há 14 anos, hoje Irão manda lá

O Enforcado Televisto

1

Em Bagdad o dia nascia
Para ver morrer um homem
bom ou mau, mas ainda imagem
De Deus que cria.

2
Passaram-lhe no lugar da gravata a corda
São cirúrgicos os executores oficiais da trágica peça.
O olhar — espantado ou sereno, concorda? –
Não pôde como o do Enforcado de Eça
Dirigir-se para o céu azul, de concórdia.

3
É que o céu de Bagdad do justo já não é
E, longe dos dias de Harun al-Rachid, perdeu a fé.
De sangue e da pólvora dos tiros descolorado céu é
E só na estridente deflagração das bombas já tem fé.

4
Discórdia urdida em haraquíris noite e dia
Por ortodoxos e heterodoxos ai
Divididos em nome do mesmo Deus
É colheita de morte que dá a política cega, céus.

5
Vindas sementes de violência, hein
Urdida num distante gabinete oval
Que convertem o tirano Saddam
Em mártir exibido nas tevês da galáxia global.

6
A remissão de toda a culpa, imensa, ah!
desse homem que vai morrer. Zap, morreu já.
Deve ser esta a perplexidade em pleno:
Ele líder ou tirano já cá não está,
Mas dele fica esse olhar sereno
Vimo-lo ou os repórteres guiaram-nos o olhar?

7
Nada para os outros, o mito é tudo para quem creia
Vejam-se os três dias de luto da Líbia que pranteia
O mártir. E os que cada vez menos crentes são
Seguem teleguiados para uma outra versão.

Sofia Ferreira, 31/12 /2006 (dia seguinte ao evento)

Fonte da foto: New York Times, 16/7/2017

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau