CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Governo assina protocolo para cedência de imóveis à Câmara Municipal dos Mosteiros 07 Maio 2017

O Governo de Cabo Verde, representado pela Ministra das Infraestruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva, na presença do Primeiro-Ministro, José Ulisses, assinou, na ultima quarta-feira, um protocolo com a Câmara Municipal dos Mosteiros, para cedência de dois imóveis do Estado a esse município. São eles: a instalação da antiga EMPA, constituído por dois armazéns, que passa a albergar uma oficina mecânica e um armazém da Câmara Municipal, e o antigo Centro de Saúde, que deve acolher o Museu do Café dos Mosteiros.

Governo assina protocolo para cedência de imóveis à Câmara Municipal dos Mosteiros

Também, durante o ato de assinatura, o Primeiro -ministro, José Ulisses Correia e Silva, avançou que o Ministério da Agricultura e Ambiente e a Câmara Municipal dos Mosteiros, estão a trabalhar na identificação de outros prédios que serão cedidos à autarquia mosteirense, com o objectivo de criar espaços para a expansão urbana da cidade dos Mosteiros.

Garantiu, ainda, que o Governo de Cabo Verde vai dotar à Câmara dos Mosteiros de técnicos na área da agricultura, reforçando a atitude do Executivo em desenvolver uma política de proximidade e de complementaridade.

“Em vez de estarmos a multiplicar delegações do Ministério da Agricultura, preferimos utilizar aquilo que é um conjunto de serviços que o município já tem, para dar essa competência. Faz todo o sentido para poder dinamizar este sector, já que se trata de um município que é essencialmente rural e onde o primeiro factor económico é a agricultura,” reforçou José Ulisses Correia e Silva.

Além do ato da assinatura do protocolo, o Chefe do Governo visitou várias localidades dos Mosteiros, acompanhado do edil local, com a intenção de identificar zonas que podem vir a ser desenvolvidas com a parceria Governo-Câmara Municipal.

O Primeiro-ministro concluiu, assim, uma visita de trabalho de 10 dias à ilha do Fogo, tendo-se deslocado também à ilha Brava, cujo propósito foi o de focar no desenvolvimento dos municípios, fortalecendo uma governação de proximidade.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau