MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Fotos de telemóvel achado na rua levam a polícia até casal canibal russo 27 Setembro 2017

A polícia russa está a investigar um caso de canibalismo protagonizado por um casal residente numa base militar da região de Krasnodar, no sudoeste da Rússia.

Fotos de telemóvel achado na rua levam a polícia até casal canibal russo

Segundo o comunicado emitido esta segunda-feira, 25, o casal na casa dos trinta já fez uma confissão e a polícia encontrou na cozinha indícios "de restos de comida e carne congelada de origem desconhecida".

O telemóvel achado na rua por operários continha selfies do homem, Dmitry Baksheev, de 35 anos, a aproximar da boca o que parecia ser parte de um braço humano.

Alertada a polícia, a investigação levou até o casal que residia numa base militar desativada no imenso sul desertificado. Eles seriam ex-empregados que ficaram para trás.

Os testes de DNA humano estão a ser aplicados aos "restos de comida e carne congelada de origem desconhecida" encontrados na cozinha, informou a polícia russa.

Primeiro negou depois confessou que desde 1999 matou 30 pessoas

O dono do telefone começou por dizer, durante o interrogatório, que fizera a selfie por ter encontrado um corpo desmembrado, segundo relata a agência noticiosa russa Interfax.

Dimitry e Natalia acabaram por admitir ter matado trinta pessoas, escreve a BBC, citando fontes da polícia russa.

Os meios de comunicação russos, referidos pela BBC e Interfax, têm desde há três semanas relatado o que foi encontrado no apartamento do casal, na base militar.

Referem a existência de frascos com pedaços de carne em salmoura – os testes de ADN irão dizer se são ou não de animais – e de fotografias, datadas desde 1999 e que mostram que o casal documentou as alucinantes cenas de canibalismo.

A primeira foto traz a data de 28 de dezembro de 1999 e parece mostrar uma cabeça feminina cortada numa bandeja rodeada de frutas.

Fontes: BBC, Sputnik e Interfax

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau