CINEMA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cinema: Co-produção luso-cabo-verdiana “Djon África” com estreia dia 26 no Festival Internacional de Filmes de Roterdão 24 Janeiro 2018

O filme “Djon África”, rodado durante quatro meses em Cabo Verde, tem estreia marcada para o dia 26 no Internacional Film Festival Rotterdam, que se realiza de 24 de Janeiro a 4 de Fevereiro, na Holanda.

Cinema: Co-produção luso-cabo-verdiana “Djon África” com estreia dia 26 no Festival Internacional de Filmes de Roterdão

As gravações, que aconteceram de Novembro de 2015 e Fevereiro de 2016, foram realizadas nas ilhas de Santiago, São Nicolau e Santo Antão, sendo a pré-produção executada em São Vicente.

Conforme um despacho da Inforpress, a história baseia-se no personagem principal, Miguel “Tibars” Moreira, também conhecido por “Djon África”, que ao longo da trama tenta descobrir um pai que nunca conheceu.

“Dele sabe apenas aquilo que lhe conta a sua avó, com quem vive desde sempre. A curiosidade faz com que decida ir à sua procura”, lê-se na sinopse do filme.

Dos realizadores Filipa Reis e João Guerra, “Djon África” é uma co-produção internacional da produtora portuguesa “Terra Treme”, da cabo-verdiana OII – Cultura Comunicação Imagem e da brasileira “Desvia” e contou com o financiamento do Instituto do Cinema e Audiovisual de Portugal.

Filipa Reis e João Miller Guerra são autores dos filmes “Fora da Vida”, “Bela Vista”, “Cama de Gato”, “Nada Fazi” e “Orquestra Geração”. Com Nuno Baptista fizeram ainda o premiado “Li Ké Terra”.

Miguel Moreira, que interpreta a personagem principal de “Djon África”, participou em “Li Ké Terra” e “Fora de Vida”, refere a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau