CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Câmara do Sal e Salimpa em pé-de-guerra: Administrador-delegado refuta acusações de desvios e ameaça com o Tribunal 09 Agosto 2017

A Salimpa e a Câmara do Sal estão em pé-de-guerra. Tudo por causa das acusações da presidente do CA da Administração, Maria José Pina, e do Presidente da Câmara Júlio Lopes sobre indícios de desvios de documentos e bens da empresa municipal de limpeza. O administrador-delegado desta,Rui Ramos, refuta as acusações, informa que os documentos estão em segurança, ao mesmo tempo que ameaça levar o caso ao Tribunal e anuncia que a dívida da Câmara para com a empresa aproxima-se dos 40 mil contos.

Câmara do Sal e Salimpa em pé-de-guerra: Administrador-delegado refuta acusações de desvios e ameaça com o Tribunal

« Que a D. Maria José Pina fique descansada, porque os documentos estão devidamente salvaguardados. De resto, como bem sabe, de nada valeria ao Administrador Delegado fazer desaparecer o que quer que seja, pois a sua actuação foi já auditada e julgada pelos accionistas da Salimpa até 31/12/2016. E, à excepção do exercício de 2016, tudo foi com o voto de louvor pela forma como ajudou a conduzir os negócios da SALIMPA», lê-se num documento remetido ao Asemanaonline.

No tocante às acusações em geral, o gerente da Salimpa desmonta às denúncias de desvios de bens e critica a postura que considera ser ditatorial por parte do edil Júlio Lopes no processo. «Opta, como sempre fez, a Câmara Municipal com este executivo, por inventar factos, coisa em que é especialista, ou, o que é mais grave como foi o caso das últimas afirmações por si (presidente do CA de Salimpa) proferidas, em produzir difamações que terão que ser provadas em sede própria. O Edil Júlio Lopes embarca, como sempre fez, no insulto pessoal e nas conclusões ‘ditatoriais’ que lhe são características, para desviar as atenções das suas incapacidades em resolver os problemas do lixo no Sal. Mas daquele que não era responsabilidade da Salimpa!!!», contesta.

Câmara acumula dívidas de 40 mil contos

Fundamenta Rui Ramos que a Câmara de Júlio Lopes, enquanto accionista maioritária, nada fez para ajudar nos trabalhos de Salimpa. Revela que mais tem contribuído para prejuízos, fazendo aumentar a sua dívida para cerca de 40 mil contos junto da firma.

« Nunca o Sr Presidente da Câmara Júlio Lopes participou em qualquer reunião da Salimpa ou reuniu com o accionista parceiro. Em todos os meses de mandato do Dr Júlio Lopes, a Câmara Municipal aumentou em mais de 100% a sua divida à Salimpa, sendo neste momento devedora de cerca de 40.000 contos. E como facilmente se depreende, sendo a Câmara Municipal do Sal a única cliente da Salimpa, não fazendo os pagamentos devidos, a Salimpa deixa de ter capacidade operativa, não podendo efectivamente cumprir com as suas obrigações de manter limpa o município e recolher os detritos urbanos», revela o documento que vimos citando.

Morte de Salimpa e agradecimento ao ex-Presidente

O administrador de Salimpa, deixa, no entanto, palavras de pareço ao obreiro da empresa, o ex-presidente da Câmara Jorge Figueiredo. «Uma palavra de apreço vai para o grande obreiro da Salimpa: o sempre PRESIDENTE JORGE FIGUEIREDO. As empresas são como as pessoas: nascem, crescem e morrem. No Caso da Salimpa, ela nasceu da visão rasgada e ímpar do autarca que transformou por completo a ilha do Sal, Jorge Figueiredo e suas equipas. A empresa cresceu durante 7 anos, com os esforços dos accionistas e de todos trabalhadores».

Detendo-se sobre o futuro da empresa municipal de recolha de resíduos solos urbanos no Sal, o administrador lamenta que a Salimpa esteja a ser vítima de um «homicídio qualificado» por parte do executivo de Júlio Lopes. « E Salimpa está a ser vitima de ‘homicídio qualificado’ por parte do executivo liderado por Júlio Lopes. O final desta história, e o interesse público em que se escudou para tal crime, serão os independentes e imparciais tribunais a julgar!!!», avisa o administrador-delegado Rui Ramos, agradecendo o empenho de todos os trabalhadores em prol do desenvolvimento da empresa e do Sal em particular.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau