ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde vai lançar um terceiro cabo de fibra óptica para a ligação entre os países da CEDEAO 07 Outubro 2017

O ministro da Economia e do Emprego, José Gonçalves, anunciou, nesta sexta-feira,06, que o país vai ter um terceiro cabo submarino, denominado Amílcar Cabral, que vai estreitar muito mais os laços entre o país e os estados da CEDEAO.

Cabo Verde vai lançar um terceiro cabo de fibra óptica para a ligação entre os países da CEDEAO

No âmbito da 15.ª Reunião dos Ministros das Telecomunicações e das TIC da região, que decorreu na Cidade da Praia, o governante apresentou essa proposta aos ministros das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), no âmbito do Plano de Banda Larga regional.

Segundo informou, o Governo já está a dialogar com os países visados, inclusive a Guiné-Bissau, que é o primeiro ponto de contacto, e com os demais países do Rio Mano, designadamente Serra Leoa, Libéria e Guiné-Conacri.

“É uma iniciativa que lançamos e foi muito bem acolhida. É uma forma de estreitar muito mais os laços do nosso país à CEDEAO e, com o nosso programa do Governo, que claramente mostra a importância de uma integração na nossa região é mais um elemento fundamental essa auto estrada das telecomunicações, para permitir o chamado internet das coisas”, indicou.

Segundo disse, com a vontade política encontrada entre os ministros das Telecomunicações e Informação da CEDEAO e com a capacidade e as vantagens dessa fibra óptica, agora vão à procura de soluções em termos de “engenharia financeira”.

José Gonçalves assegurou que o Governo ainda não tem uma ideia precisa dos investimentos que serão feitos, mas acreditam que o retorno será bem longe do que o investimento.

“Estamos a falar de fibra óptica e se calhar a maior distância que existe é entre Cabo Verde e a Guiné Bissau, porque os outros países da região são mais próximos (…), mas como nós temos esses 500 quilómetros aproximadamente do mar, vai nos sair um pouquinho doloroso, mas todo o investimento tem que ser avaliado na base do retorno e estamos em crer que o retorno será de longe superior que os investimentos”, precisou.

No âmbito da 15.ª Reunião dos Ministros das Telecomunicações e das TIC da região, os ministros das TIC da CEDAO visitaram o Data Center do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau