SERÁ NOTÍCIA

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Cabo Verde propõe à União Europeia novos pilares de intervenção 07 Maio 2017

O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luis Filipe Tavares fez balanço positivo do périplo efectuado, de 16 a 30 de abril, a alguns países da Europa Central e do Leste, nomeadamente à República Checa, Eslováquia, Áustria, Eslovénia e Luxemburgo, numa missão de sensibilização e reforço da Parceria Especial com a União Europeia.

Cabo Verde propõe à União Europeia novos pilares de intervenção

E neste ano comemorativo do 10º aniversário desta Parceria - este fim de semana está prevista actividades diplomáticas e culturais para assinalar a data na Praia - Cabo Verde tem a pretensão de reforçá-la com o alargando dos pilares iniciais que sustentam o Acordo. Reforço institucional, investimento, crescimento e emprego, economia marítima e oceanos, são os novos eixos propostos e que serão submetidos à votação aos Estados Membros da União Europeia.

De notar que a Boa Governação; Segurança e Estabilidade; Integração Regional; Convergência Técnica e Normativa; Sociedade do Conhecimento e Luta contra Pobreza e Desenvolvimento, são os eixos de intervenção iniciais deste Acordo de Parceria.

O Programa de securitização das fronteiras, é outro grande desafio proposto à União Europeia, avançou o Ministro."Submetemos o projecto à União Europeia. Está a ser analisado. Já há uma reacção da União Europeia muito positiva e estamos a trabalhar com Portugal no sentido de concretizarmos este projecto".

"Queremos que o controlo das nossas fronteiras seja do mesmo nível do espaço Schengen. Uma pessoa que entra em Cabo Verde e depois vai para a União Europeia, vai nas mesmas condições que um cidadão que saia da Alemanha para a França. A securitização das nossas fronteiras de acordo com as normas e parâmetros Schengen", acrescentou o titular da pasta diplomática.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau