CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro di?rio caboverdiano em linha

Arlindo do Rosário: “Situação da malária em Cabo Verde "está controlada" 08 Fevereiro 2018

O ministro da Saúde de Cabo Verde, Arlindo do Rosário, garantiu, esta quarta-feira, 07, que a situação da malária no país "está controlada" e que desde Dezembro passado praticamente não 0 seu Ministério tem registado casos dessas doença mortal.

Arlindo do Rosário: “Situação da malária em Cabo Verde

"Desde finais de Dezembro que, praticamente não temos tido casos de paludismo e neste momento podemos dizer que a situação está controlada", garantiu o ministro, após ser questionado pela agência Lusa, na Cidade da Praia, à margem de um encontro para apresentar planos sanitários regionais e assinar um protocolo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

De referir que no ano passado, Cabo Verde registou 447 casos de paludismo (malária), o maior número em quase 30 anos, sendo a maior parte na cidade da Praia, onde a doença foi declarada como uma epidemia pelas autoridades de saúde. “O pior mês de 2017 foi Setembro, com 132 casos registados, numa média semanal a atingir os 26, entre contraídos localmente e importados”.

Porém, o ministro da Saúde destacou o "esforço" dos profissionais de saúde e a "grande parceria" com a OMS. "Este trabalho, que foi importante, deve ser continuado, não estamos a baixar [a guarda]", referiu Arlindo do Rosário, que sublinhando o trabalho feito também pela Câmara Municipal da Praia e pelo Ministério do Ambiente.

"Se conseguirmos trabalhar a montante, reduzindo os riscos que advêm de questões de saneamento, continuar a trabalhar com a população e mostrar que é uma acção que não pode em nenhum momento diminuir, estou convencido que vamos cumprir com a nossa meta, que é a eliminação do paludismo em 2020", estimou o ministro.

Cabo Verde foi distinguido no ano passado pela Aliança de Líderes Africanos contra a Malária (ALMA) com o prémio Excelência, pelos resultados alcançados no combate à malária. É o único país africano em fase de pré-eliminação e quer eliminar os casos autóctones da doença até 2020.

Perante isso, Arlindo do Rosário voltou a apelar a colaboração e envolvimento de todas as entidades, sobretudo no trabalho da prevenção, desde Câmaras Municipais, ONG, empresas e de toda a população cabo-verdiana.

O paludismo, também conhecido por malária, é uma doença provocada por um parasita do género Plasmodium, que é transmitido aos seres humanos através da picada de uma fêmea do mosquito Anopheles. Ainda não existe qualquer vacina para a doença, embora recentemente a OMS tenha aprovado a realização de estudos-piloto da candidata mais avançada.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade






Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau